Divulgação/Asus
Zenfone Selfie agrada por câmeras de 13 MP e custa R$ 1.500 Zenfone Selfie agrada por câmeras de 13 MP e custa R$ 1.500

Em tempos de selfies para Snapchat e Instagram, as câmeras dos smartphones são um dos principais requisitos para a compra de um novo aparelho. Pensando nisso a Asus inovou com o seu Zenfone Selfie, que possui uma câmera frontal de 13 MP com flash duplo de LED (chamado de Real Tone, que promete melhor desempenho em ambientes com pouca luz), mesma resolução que a traseira, mas com uma lente grande angular de 88 graus, própria para selfies. No caso do Zenfone Selfie as duas são protagonistas e capazes de reproduzir muito bem todos os detalhes nas fotos.

Com nome que enfatiza sua câmera, ela não poderia deixar de ser um dos destaques do aparelho.Tanto a traseira, como a frontal, possuem 13 MP de resolução. As fotos tiradas pelo aparelho não decepcionaram, mesmo em ambientes mais fechados. A frontal realmente surpreende, pois não é comum que um aparelho consiga fotos com um desempenho praticamente idêntico ao da câmera traseira, que geralmente é a principal.

Raio X


Nome: Asus Zenfone Selfie
Tela: 1920 x 1080 pixels (Full HD), 5,5 polegadas, com proteção Gorila Glass 4
Armazenamento: 32 GB
Processador: Octa-core Snapdragon 615 com quatro nucleos de 1,5 Ghz de velocidade e mais quatro de 1,1 Ghz
Dimensões: 15,6 cm (altura) x 7,7 cm (largura)
Peso: 170 g
O que anima: Câmeras frontal e traseira excelentes, desempenho e qualidade da tela
O que decepciona: Posição do botão de bloqueio, bordas largas e aspecto frágil
Preço: R$ 1500
Site oficial: www.asus.com/br

Além das câmeras, o que chama atenção no aparelho é o seu tamanho. Com uma tela Full HD de 5,5 polegadas, ele realmente não é um celular pequeno. Um detalhe que causa estranheza é o botão de bloqueio de tela ser no topo do gadget, local pouco prático para um celular tão grande. Para conseguir equilibrar o design frontal do aparelho com uma câmera tão potente, foi necessário implantar grandes bordas inferiores e superiores no dispositivo, fato que contribui no tamanho do celular.

No quesito usabilidade, o Zenfone Selfie não é desconfortável, mas pode ser difícil de ser usado por quem tem mãos menores. A traseira de plástico tem aspecto frágil, mas garante uma pegada firme e sem sustos, não sendo lisa. Os botões de volume na traseira, posição que ficou famosa nos aparelhos da LG, não chega a ser um defeito, mas requer uma readaptação do usuário.

De fábrica, ele vem com a versão 5.0 do Android, a Lolipop, extremamente customizado com a interface ZenUI. Embora seja intuitiva, ela traz instalado alguns aplicativos desconhecidos, como a rede social Omlet Chat, e que tem grandes chances de nunca serem utilizados. Embora exista a possibilidade de desativar alguns desses apps, eles não podem ser excluídos pelas configurações, ocupando espaço na memória interna do dispositivo.

Por falar em memória, o Zenfone Selfie conta com 32GB de armazenamento interno, sendo que cerca de 25GB estão livres para uso. O aparelho também permite que esse número seja expandido por meio de um cartão micro SD, de até 128 GB. Ele também é Dualchip, permitindo que sejam utilizados até dois microchips de operadora ao mesmo tempo.

Com um processador Snapdragom 615 de oito núcleos e compatível com a arquitetura 64bits, somado a uma memória RAM de 3GB, o desempenho do aparelho é bom, e mesmo rodando jogos pesados como Need for Speed No Limits e Marvel Legends, ou executando alguma tarefa com diversos aplicativos abertos em segundo plano, nenhuma queda de desempenho foi sentida. A única queixa é que o aparelho esquentou um pouco durante a execução dos jogos, mas nada que comprometa o uso do celular. Engasgos ou travamentos não foram percebidos.

Ao executar jogos ou vídeos em alta definição, a tela de 5,5 polegadas exibe todo seu potencial. Embora não tenha tanta resolução quanto os aparelhos top de linha, como o Samsung Galaxy S6 ou o LG G4, o Zenfone Selfie não deixa a desejar e transmite em alta definição os vídeos e filmes. Durante o teste, foi executado o vídeo Longboarding: Muka Raw, em sua resolução máxima de 1080 pixels, o Full HD. O vídeo se passa em uma serra arborizada, sendo que cada detalhe da paisagem era extremamente nítida na tela do celular. Seu único problema é a quantidade de reflexo produzida em ambientes claros, dificultando um pouco o que está sendo exibido no visor do aparelho.

Outro destaque do aparelho é o teclado Swype, que já vem de fábrica. Durante os testes, o teclado do Zenfone Selfie se mostrou muito bom. Mesmo digitando por Swype, o aparelho reconheceu bem as palavras. Para quem gosta de mandar ‘emojis’, é possível configurá-los no próprio teclado nativo, descartando a necessidade de baixar outros modelos na Play Store.

De maneira geral, o Zenfone Selfie mostrou que não possui apenas duas ótimas câmeras, mas se mostrou um bom aparelho para as demais necessidades dos usuários, mantendo um desempenho satisfatório durante os testes. Vendido por R$ 1500 na loja oficial da Asus, o Zenfone Selfie é uma boa opção para quem deseja um celular intermediário, mas que não deve em desempenho aos tops de linha do mercado.

Veja imagens do Zenfone Selfie

 
 
<
>
Menu