Tags

E-commerce

Um mês para a Black Friday: como evitar o abandono de carrinho?

Créditos: King.... via VisualHunt / CC BY
31 outubro, 2016
Da Redação, com assessoria

No dia 25 de novembro o comércio eletrônico vai vivenciar mais uma Black Friday, uma das datas de maior faturamento no ano para o varejo online brasileiro. A menos de um mês, as lojas virtuais de grandes varejistas já começaram a anunciar as categorias que entrarão em oferta e, em poucas semanas, os sites receberão um boom de visitantes em busca das melhores promoções. No entanto, apenas atrair os consumidores não é suficiente para vender bem no período. Da visita à conclusão da compra existe um longo caminho a ser percorrido. Mesmo quando o cliente encontrou o produto desejado e encheu o carrinho, a chance de haver desistência da compra ainda é grande, principalmente, se o processo de pagamento não atender às expectativas.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Uma pesquisa do Baymard Institute, realizada em 2015 com sites de e-commerce de todo o mundo, apontou que 68% dos compradores online não finalizam suas compras. “O abandono de carrinho pode se dar por diferentes fatores, mas o processo de checkout é fundamental para esse desfecho. Se o consumidor encontra um número excessivo de formulários para preencher, poucas opções de pagamento ou páginas que apresentam erro, além de incômodo, ele pode se sentir inseguro para prosseguir. Esta deve ser uma etapa rápida, intuitiva e confiável. Do contrário, além de não realizar a venda, o lojista pode perder o cliente”, explica Celina Ma, gerente de marketing do Mercado Pago.

Na Black Friday, depois de pesquisar os preços, o que o internauta mais quer é finalizar sua compra. Por isso, um dos cuidados que devem ser tomados é garantir que o botão “Comprar” esteja sempre em destaque na página. Em seguida, para facilitar a jornada do consumidor, o site deve adotar ferramentas de autopreenchimento e reconhecimento automático. O ideal é pedir do comprador apenas um conjunto de seis dados essenciais: número do cartão, data de validade, código de segurança, nome do titular, CPF e número de parcelas. As formas de pagamento oferecidas também são determinantes. De acordo com métricas do Mercado Pago, a cada cinco operações de compra online no Brasil, quatro usam cartão de crédito. Assim, colocar a opção do “cartão” à frente das outras, além de ofertar as principais bandeiras e parcelamento sem juros, pode fazer a diferença para transformar visitas em vendas.

Implantar o chamado “Checkout Transparente” – solução gerida por uma empresa de pagamentos em que o comprador realiza todo o processo de pagamento sem sair da página da loja – é uma forma de agregar tecnologia e segurança a esta fase da compra. Com esse tipo de checkout, o Mercado Pago constatou que é possível aumentar em até 30% a conversão de visitas em vendas concretas.

Se o consumidor já comprou antes no mesmo site, outra dica eficiente é que o e-commerce tenha uma ferramenta conhecida como “compra em um clique”. Funciona assim: os dados do cliente são criptografados e ficam armazenados em segurança pela empresa de pagamento que processa as transações daquela loja virtual. Quando o cliente retornar e iniciar uma nova compra, parte das informações é preenchida automaticamente. Com menos cliques o consumidor fica mais satisfeito.

Não se esqueça do Mobile
Outro fator importante é a adaptação da loja aos dispositivos móveis. De acordo com pesquisa da e-bit, mais de 37% dos acessos aos e-commerces no Brasil são originados desses aparelhos. Na Black Friday não é diferente. Uma pesquisa realizada pelo Mercado Pago revelou que cerca de 30% dos consumidores interessados em comprar no período vai acessar os comércios via smartphone ou tablet. Por isso, ter uma solução prática e que facilite a finalização da compra é fundamental.

De acordo com Celina Ma, “adotando algumas dessas práticas e colocando a experiência do consumidor à frente na operação do negócio, o empresário conseguirá realizar mais vendas, não só em datas especiais, como é o caso da Black Friday, mas também no resto do ano, além de fidelizar ainda mais a sua clientela online”.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.