Tags

Streaming

The Crown: confira o que é real e o que é inventado na série

Créditos: Divulgação/Netflix
2 fevereiro, 2023
Rebecca Vettore

Na primeira posição entre as séries mais caras já produzidas pela Netflix, The Crown estreou sua 5ª temporada em novembro de 2022. Sem data prevista para a chegada da 6ª e última temporada, desde 2016 o título vem conquistando mais fãs a cada dia. Mas você sabe o que é verdade e o que foi inventado?

Quer saber tudo sobre Universo Sugar? Clique aqui e compre o e-book O Guia dos Sugar Daddy & Sugar Babies por apenas R$ 10

1ª temporada

The Crown começa quando a rainha Elizabeth II se casa com Philip e inicia seu reinado na década de 1940. Além de mostrar momentos importantes da monarca, a produção foca em situações marcantes como o romance da princesa Margaret com Peter Townsend.

Na série, Margaret se apaixona pelo oficial divorciado e pensa em seguir o conselho da irmã de se casar apenas quando completasse 25 anos. Mas acabou descobrindo que se casasse perderia seu lugar na linha sucessória, a mesada de 6 mil libras e teria que se mudar de país. Na realidade, porém, Elizabeth estava trabalhando em uma mudança da lei dos casamentos reais, no qual iria permitir que Margaret se casasse, apenas perdendo o direito de continuar na linha sucessória.

Outra invenção vista na 1ª temporada foi a criação da personagem Venetia Scott, secretária de Winston Churchill.

2ª temporada

Em 2017, os fãs puderam acompanhar a continuação da história da soberana. A obra, que se passa entre os anos de 1956 a 1964, mostra como aconteceu a aposentadoria do terceiro primeiro-ministro da rainha, Harold Macmillan, em 1963, após o escândalo político do Caso Profumo, além do nascimento dos herdeiros, príncipe Andrew em 1960 e príncipe Edward em 1964.

Entre os momentos importantes da 2ª temporada, o príncipe Philip, marido de Elizabeth, relembra a morte da irmã, que aconteceu devido a uma queda de avião. Mas, diferentemente do que é mostrado na série, o soberano não foi culpado pelo pai pelo acidente. Entretanto, Philip realmente compareceu ao enterro de Cecile na Alemanha enquanto os nazistas dominavam o país.

Outra questão que chamou a atenção dos fãs também envolveu o marido da rainha. Apesar de que desde da 1ª temporada ser insinuado fortemente que o príncipe Philip era mulherengo, nenhum caso extraconjugal foi comprovado. 

3ª temporada

A 3ª temporada de The Crown narra os acontecimentos de 1964 a 1977. Entre os destaques está a eleição de Harold Wilson como primeiro-ministro e o Jubileu de Prata da rainha.

Elizabeth II não chorava. Essa foi outra invenção da produção que foi apresentada na 3ª temporada. A rainha tanto chorava, assim como qualquer ser humano, que chegou a se emocionar diante dos súditos durante o desmantelamento do iate real Britannia em 1997.

Porém, a série se manteve bastante fiel com o que diz respeito ao deslizamento em uma mina de carvão no País de Gales, que aconteceu em 1966 e deixou 144 vítimas. A rainha realmente demorou para visitar o local e esse acabou sendo um de seus maiores arrependimentos.

4ª temporada

Em 2020, estreou a mais polêmica das temporadas da série. Isso porque são apresentadas duas personagens importantes: Margaret Thatcher e a princesa Diana. A ex-primeira-ministra foi interpretada por Gillian Anderson e a atriz Elizabeth Debicki deu vida à mãe de William e Harry.

Apesar de na vida real ser comum Thatcher e a rainha discordarem em alguns pontos, elas nunca chegaram a se confrontar de fato. Mas, na série, é possível observar um grande desentendimento entre as duas personagens.

Quando se fala sobre os fatos apresentados sobre princesa Diana, é verdade que ela tinha bulimia, assim como é apresentado na série. Na produção, a luta contra a doença é retratada de forma bem clara e com detalhes.

 5ª temporada

Na 5ª temporada a história foca mais a década de 1990, quando ocorreu o conturbado divórcio do príncipe Charles – atual rei do Reino Unido – e da princesa Diana.

Já no primeiro episódio é possível ver um ajuste na história, quando príncipe Charles se encontra com o primeiro ministro John Majo. Na série, Charles fala sobre uma pesquisa da popularidade da rainha, que o apontava como favorito para assumir o cargo e sugeria uma abdicação de Elizabeth II. Apesar do estudo realmente ter existido, nenhum dado mostrava insatisfação dos súditos. Além disso, Charles não interrompeu as férias para conversar com o primeiro-ministro.

Na 5ª temporada de The Crown também é possível ver verdades a respeito da biografia de Diana. A princesa realmente ajudou o jornalista Andrew Morton a escrever o livro Diana: Her True Story (Diana: Sua Verdadeira História, no Brasil) com envio de fitas gravadas e apoio de conhecidos, que corroboram com relatos.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.