Tags

Audio & Vídeo

Testamos: com orelhas de coelho, caixa de som Elsys Fun foca público teen e sai por R$ 120

Créditos: Bianca Bellucci/33Giga

A caixa de som Elsys Fun é voltada para o público teen. Sendo assim, traz uma série de funções com a intenção de agradá-lo. Entre elas: design divertido imitando um coelho (incluindo orelhas de silicone fofinhas para apertar), tamanho que cabe na palma da mão para levar sem dificuldades na mochila ou bolsa, e três opções de cores (preto, amarelo e rosa). Tudo isso pelo preço camarada de R$ 120.

Leia mais:
Do Walkman ao iPhone: Veja a evolução dos players portáteis de música
Qual o melhor serviço de streaming de música disponível no Brasil?
Lily Allen, Gilberto Gil e mais: músicas que falam sobre tecnologia

Raio-X


Nome: Elsys Fun
Conexão: Bluetooth
Duração da bateria: até 3 horas
Tempo de carregamento: 3 horas
Potência: 3W
Frequência: 20Hz – 20kHz
Sensibilidade: 93 dB ± 3dB
O que anima: design divertido e prático, conexão fácil, preço, áudio limpo no volume médio
O que decepciona: poucos botões e funções, som estourado no volume máximo, poucas horas de autonomia, não tem suporte a chamadas
Preço: R$ 120
Site oficial: http://bit.ly/39ywOJf

Praticidade e experiência de som

A Elsys Fun tem apenas um botão, que serve tanto para ligar ou desligar o gadget quanto para parear, via Bluetooth, um dispositivo. Desta forma, o controle de volume e faixas deve ser feito por meio do aparelho que está conectado à caixinha – o que faz com que a experiência oscile bastante, já que depende das configurações do produto.

Durante os testes do 33Giga, bastou pressionar o tal botão por alguns segundos para ver a luz azul piscando. A conexão com celulares Android e iOS foi feita de forma rápida. Uma vez pareado, o dispositivo da Elsys entrega um som bom com o volume na altura baixa e média. O problema é que, no máximo, o áudio fica estourado. E isso ocorre em diferentes ritmos, como rap, rock e pop. Apenas gêneros mais calmos, como jazz, entregam uma experiência limpa independentemente do volume.

Quando o assunto é autonomia, a caixa de som não é das mais duradouras: apenas três horas. E ainda precisa de mais três para ter a carga completa. Na hora de carregar, é necessário plugar uma das extremidades do (pequeno) cabo USB que vem no kit na base caixinha, o que fará com ela fique tombada e sem estabilidade.

É importante ressaltar que, como a Elsys Fun não tem microfone, ela não oferece suporte a chamadas telefônicas. A caixa até avisa o usuário sobre a ligação, reproduzindo o toque do celular, mas é necessário atendê-lo normalmente para conversar com quem está do outro lado da linha.

Vale a pena?

A Elsys Fun é uma boa concorrente dentro de sua categoria. Por exemplo, a brasileira ganha a batalha contra a JBL JR POP, caixa de som da marca voltada para o público jovem. Isso porque o produto da norte-americana tem a mesma potência (3W) e uma autonomia um pouco melhor (5 horas), mas perde feio quando o assunto é preço (R$ 300).

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Na galeria, veja os outros testes realizados pelo 33Giga:

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.