Divulgação
Testamos: Beats Pill+ tem som potente e design minimalista por R$ 1.299 Testamos: Beats Pill+ tem som potente e design minimalista por R$ 1.299

A Beats Pill+ foi lançada em 2015 como o primeiro produto da marca desenvolvido sob a batuta da Apple – relembrando: a Beats by Dr. Dre foi adquirida pela empresa da maçã em 2014 por US$ 3 bilhões. Para honrar a parceria, a caixa de som chegou às prateleiras com áudio potente, boa usabilidade e design atraente. Seu preço de R$ 1.299 e o fato de não ser à prova d’água, entretanto, pode desagradar até os “applemaníacos”.

Leia mais
Em comemoração ao seu aniversário, Neymar lança edição especial de headphone da Beats
Do Walkman ao iPhone: Veja a evolução dos players portáteis de música
Site mostra quais eram as 10 músicas mais tocadas no dia em que você nasceu

Raio-X


Nome: Beats Pill+
Peso: 745 gramas
Dimensões (LxAxP): 6,92 x 6,36 x 21 centímetros
Duração da bateria: 12 horas
O que anima: fácil de sincronizar e usar, som potente e nítido, carrega smartphones, design atraente e minimalista
O que decepciona: pesada, não é à prova d’água, aplicativo dedicado só funciona com iOS
Preço sugerido: R$ 1.299
Site: https://beats.is/2BFKMtV

Usabilidade

Para usar a Beats Pill+ é simples: basta pareá-la via Bluetooth com um celular. Durante os testes do 33Giga, foi fácil encontrar e se conectar à caixa tanto com um iOS quanto com um Android. Vale ressaltar que, quem quiser, também pode reproduzir músicas usando um cabo P2, aquele típico de fone de ouvido, embora o fio não venha no kit.

Uma vez sincronizado com o smartphone, você também pode atender a chamadas telefônicas. Pressione o botão com o logotipo da Beats e comece a conversar. A caixa tem microfone embutido que consegue captar muito bem a fala do usuário. Outra vantagem para os celulares é que a Beats Pill+ carrega os dispositivos.

Por falar em carregamento, é necessário deixar a caixa de som três horas plugada para completar a bateria. Com isso, você tem 12 horas de autonomia. Porém, vale ressaltar que é melhor usar a tomada para tal procedimento. Utilizar o USB do computador pode prolongar o tempo de recarga.

Potência como sobrenome

Todos os produtos da Beats são conhecidos por sua qualidade de áudio – seja pelo forte marketing que coloca os produtos nas mãos de celebridades que levam a marca ao topo ou mesmo pelos anônimos que, após usarem um produto da empresa, não conseguem voltar atrás. Com a Beats Pill+, essa característica não é diferente.

O som reproduzido é bem potente para uma caixinha de 21 centímetros. É possível preencher uma sala de 50 m² com o volume na metade – e, ao aumentar tudo, dá até para fazer uma baladinha. Independentemente da altura, a Beats Pill+ não distorce o áudio e entrega sempre um som claro e bem nítido.

O interessante é que você pode potencializar a reprodução ainda mais com um aplicativo dedicado. Isso porque ele permite sincronizar mais de uma caixa da Beats e ampliar o som. O problema é que o app só funciona para iOS.

Compacta e atraente

Muito além do som potente, a Beats Pill+ vem com um design atraente e minimalista. Remetendo ao formato de uma pílula – como seu próprio nome entrega em inglês –, a caixa de som tem as bordas emborrachadas. Na parte de cima, apenas quatro botões: power, dois para volume e um com o logotipo da marca, que serve para controlar faixas e atender ligações.

Um ponto negativo, entretanto, é o peso. A pequena caixa de som pesa 745 gramas, o que torna um tanto difícil carregá-la por aí em uma mochila ou bolsa.

O modelo testado pelo 33Giga era de cor preta, mas também é possível encontrá-lo em vermelho ou branco. O kit ainda vem com cabo Lightning e um adaptador de alimentação, sem contar os manuais e os típicos adesivos da marca.

Mais cara do mercado?

A Apple e a Beats são conhecidas pelo preço sugerido um tanto salgado de seus produtos no Brasil em relação aos concorrentes. Porém, no caso da Beats Pill+, o valor não foge do praticado no mercado.

Em comparação com a JBL Charge 4, por exemplo, o preço é o mesmo e as funcionalidades são bem parecidas. As maiores diferenças entre os gadgets são: o concorrente da Beats carrega dois smartphones ao mesmo tempo e é à prova d’água, enquanto o produto da maçã é mais leve e mais compacto.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Na galeria, você confere outros testes de produto realizados pelo 33Giga:

 
 
  • beats-studio3-wireless
  • JBL Tune 110 BT. O teste completo você vê em http://tinyurl.com/yb6ecbmf
  • Sony_Xperia XZ2_Preto
  • Fone JBL T450BT. O teste completo em https://wp.me/p7AVMp-eKM
  • Testamos: por R$ 330, caixa de som Pulse é resistente à água e dura mais de cinco horas
<
>
Menu