Tags

Compras

Testamos: smartwatch IMILAB W12 vem cheio de funções por R$ 250

Créditos: Divulgação/IMILAB
26 agosto, 2021
Bianca Bellucci

Os produtos chineses chamam a atenção dos brasileiros por conta do excelente custo-benefício envolvido. Um destes modelos, inclusive, é o smartwatch IMILAB W12. O produto traz funções queridinhas da categoria, como monitoramento do sono, de atividades físicas e da saturação do oxigênio, pelo preço médio de R$ 250. Em comparação, um eletrônico similar não sai por menos de R$ 400 nas prateleiras brasileiras.

Leia mais:
Saiba como fazer a higienização do seu smartphone e smartwatch
Por que minhas compras da China demoram tanto para chegar?
Álbum: todos os eletrônicos testados pelo 33Giga

Primeiro passos

Para usar o IMILAB W12 é necessário sincronizá-lo com o celular por meio do Bluetooth. Mais do que isso, o usuário pode otimizar a experiência baixando o aplicativo GloryFit (disponível para Android e iOS). Lá, todas as métricas de saúde coletadas pelo smartwatch vão ser armazenadas, permitindo verificar o desempenho em curto, médio e longo prazos.

O app também serve para controlar o tipo de notificação que será exibida na tela touchscreen. O relógio inteligente é compatível com redes sociais, mensageiros, entre outros. No entanto, nenhum alerta é interativo. Ou seja, não dá para responder um recado ou atender ligações, por exemplo.

Mas o produto vem com dois recursos nativos – e interativos – que estão diretamente ligados ao smartphone. São eles: clima (que puxa a temperatura de acordo com a cidade escolhida no celular) e player de música (sendo possível controlar a reprodução independentemente do serviço).

Saúde em foco

O grande barato do IMILAB W12 são as funções que visam monitorar a saúde do usuário. Ao todo, são cinco. Em ritmo cardíaco, é possível conferir os batimentos do coração. Já saturação do oxigênio aponta a quantidade de oxigênio que está circulando no sangue – função, inclusive, bastante importante em tempos de covid-19, quando índices baixos indicam a necessidade de procurar atendimento médico.

O monitoramento do sono, por sua vez, é um recurso para saber até que ponto o usuário está, de fato, recuperando as energias. Embora na tela só marque o período de descanso, via aplicativo é possível saber quanto tempo foi gasto com sono profundo, leve ou adormecido. Obviamente, para gerar estes dados é necessário dormir com o relógio – algo não tão confortável.

As três opções funcionaram muito bem durante os testes do 33Giga. Quem não faz um bom serviço, no entanto, é o pedômetro. Sua contagem não tem qualquer sentido, uma vez que coleta passos mesmo com o usuário dentro de um carro, sentado ou até dormindo. Seguindo essa lógica maluca, uma pessoa em home office conseguiu andar 3 mil passos ao final do dia.

É válido destacar que o IMILAB W12 também permite monitorar 13 tipos de treinamentos: badminton, caminhada, corrida, corda, ciclismo, ginástica, ioga, montanhismo, remo, spinning, sit-ups, tênis de mesa e treino livre. Independentemente do esporte, o relógio marca tempo de atividade, frequência cardíaca e calorias gastas. No testes, foi usada a função “ioga”, que funcionou perfeitamente dentro da proposta.

Raio-X

IMILAB W12

Tela: 1,32 polegada
Dimensões da caixa do relógio (A x P): 4,6 x 1,1 cm
Dimensões da pulseira (L x A): 2,2 x 26 cm
Peso: 57 gramas
Compatibilidade: a partir do Android 4.4 e do iOS 9
Duração da bateria: 14 dias
Preço médio: R$ 250
Pontos positivos: preço, cinco funções para monitorar a saúde, aplicativo com recursos extras, personalização de pulseira e visor, bateria de longa duração
Pontos negativos: poucas interações diretas com o smartphone conectado, pedômetro tem marcação maluca, idioma é misto de inglês e português de Portugal, só é encontrado fora do Brasil
Site oficial: https://bit.ly/3mwRB9f
Compra via AliExpress: https://bit.ly/3gAOI3f

Outros detalhes

Quando o assunto é design, o IMILAB W12 é simples. A tela de 1,32 polegada é grande suficiente para a interação, sem ser exagerada para os pulsos mais finos. Enquanto isso, a pulseira é feita em silicone, confortável para longas jornadas. É válido dizer que o kit acompanha duas alças: uma preta e outra verde.

A personalização, entretanto, vai além da pulseira. O usuário pode escolher o layout do visor. O relógio vem com seis opções disponíveis, mas é possível baixar mais de 30 pelo aplicativo. O download das peças costuma demorar um pouquinho.

Ainda vale dizer que o smartwatch vem com bateria que dura cerca de 14 dias – recarga leva 2 horas e é feita pelo cabo que acompanha o kit, que tem uma espécie de ímã que se encaixa à caixa do relógio – e certificação IP68, que protege contra poeira e permite ao usuário ficar embaixo d’água por pelo menos 30 minutos em até um metro e meio de profundidade.

O que pode incomodar a experiência de algumas pessoas, por sua vez, é o idioma. Tanto o aplicativo como o smartwatch misturam traduções em inglês e português de Portugal.

Como comprar

A Imilab é uma marca da chinesa Longchees, que também disponibiliza linhas de câmeras de segurança e webcams, como a Vidlok W91, testada anteriormente pelo 33Giga. Ela não tem representação no Brasil, mas é possível encontrar alguns produtos sendo revendidos em sites nacionais.

O IMILAB W12, no entanto, não está disponível no mercado brasileiro. Só é possível encontrá-lo em marketplaces chineses. O AliExpress é o que oferece as melhores condições. O smartwatch sai por cerca de R$ 250 e com frete grátis. Taxas e impostos não estão inclusos. A entrega pode levar cerca de um mês.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Na galeria, veja imagens do smartwatch IMILAB W12:

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.