Tags

Segurança

5 passos simples para se proteger na web

Créditos: DepositPhotos
25 março, 2024
Da Redação, com assessoria

*Por Paula Renata Nogueira de Souza // Em um relatório divulgado pela Kaspersky, o Brasil é o país mais afetado por golpes financeiros. De acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian, os brasileiros foram submetidos a quase 4 milhões de tentativas de fraude de identidade em 2022. O Distrito Federal, seguido de São Paulo, são os estados que lideram com o maior número de vítimas.

Assim, com o grande aumento no número de usuários e serviços disponibilizados via internet, a segurança digital também passou a ser uma preocupação para pessoas e empresas. No entanto, alguns passos simples podem ser adotados para se proteger na web e evitar golpes ou ataques de hackers.

Quer saber tudo sobre Universo Sugar? Clique aqui e compre o e-book O Guia dos Sugar Daddy & Sugar Babies por apenas R$ 10

1. Use as senhas com sabedoria

As senhas são uma forma de proteção. Por isso, é necessário tomar alguns cuidados, como não usar a mesma senha para diferentes contas, criar sequências complexas que combinem letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Contar com um gerenciador de senhas, que ajuda a guardar os códigos de forma segura, é diferente de salvá-las em seu e-mail ou em um bloco de notas.

2. Use antivírus

Apesar de muitos especialistas não reconhecerem a importância do antivírus para se proteger na web, ele pode ajudar a garantir a navegação segura, pois ajuda a identificar e eliminar possíveis ameaças. O programa possui recursos para detectar e analisar a autenticidade dos sites visitados.

3. Cartões de crédito temporários

Um dos maiores medos dos consumidores é ter o cartão de crédito clonado, e uma forma de evitar que isso aconteça, garantindo segurança online e dificultando as ações dos hackers, é optar pelo uso de cartões temporários. As empresas de cartão de crédito oferecem a opção de criar um cartão de crédito virtual para ser usado apenas em compras online, e o usuário então tem a possibilidade de excluir o cartão virtual caso ocorra uma tentativa suspeita de compra. Em seguida, um novo cartão é gerado para uso.

4. Atualize seu telefone e computador

Atualizar os aplicativos, os programas ou os aparelhos eletrônicos é essencial quando o assunto é se proteger na web. Pesquisas já mostraram que pessoas que costumam atualizar regularmente seus aparelhos estão muito mais protegidas na web do que aquelas que não costumam atualizar.

5. Uso de Certificado Digital

O uso de Certificado Digital para acessar órgãos do governo ou contas bancárias é uma forma de proteção online. Ele garante validade jurídica aos documentos, permitindo a identificação segura do autor de uma mensagem ou transação feita nos meios eletrônicos.

*Paula Renata Nogueira de Souza é diretora-executiva da Ative e associada da Assespro-PR

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.