Tags

Carros & Mobilidade

Películas em veículos: quando é o momento ideal para substituir?

Créditos: DepositPhotos

Cuidar adequadamente dos acessórios dos veículos contribui para sua durabilidade e desempenho ao longo do tempo. Sejam eles, utilitários, populares, picapes ou SUVs, manter a manutenção em dia é fundamental para evitar problemas mecânicos e preservar o conforto dos passageiros durante a viagem.

Quer saber tudo sobre Universo Sugar? Clique aqui e leia o e-book O Guia dos Sugar Daddy & Sugar Babies

O uso de películas é uma alternativa para proprietários que procuram mais proteção contra raios UV, redução do calor interno, privacidade e melhoria na estética dos veículos. No entanto, com o tempo, elas podem sofrer desgaste e danos, o que levanta a questão: quando é o momento ideal para a remoção e substituição delas?

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

De acordo com Júnior Ricìreta, CEO e fundador da Multifilmes, rede de franquia especializada na aplicação de películas de alta performance automotiva e residencial, existem cinco momentos indicados para renovar os produtos de proteção aplicados na superfície de veículos:

  • Desbotamento e descoloração: Com o passar do tempo e com as atividades do dia a dia, as películas de proteção solar podem começar a desbotar e perder a cor original. Isso afeta a estética do veículo e diminui a eficácia da proteção UV. Essa é a hora de considerar a substituição;
  • Bolhas e vincos: Bolhas de ar ou áreas de dobras que aparecem durante a rotina, especialmente se as películas foram aplicadas incorretamente ou se o veículo foi exposto a condições de muito vento, afetam na visibilidade do condutor e na segurança de todos os passageiros. Nesse caso, películas danificadas devem ser removidas e substituídas com mais urgência;
  • Danos visíveis: Cortes ou arranhões nas películas podem ocorrer devido a acidentes ou contato com objetos durante algum trajeto. Esses danos comprometem a eficácia das películas e também prejudicam a estética do veículo. É aconselhável substituí-las, quando possível;
  • Perda de aderência: À medida que as películas envelhecem, a capacidade de aderência delas à superfície do vidro pode diminuir. Isso pode resultar em bordas soltas ou descoladas, o que é indesejável. Quando o proprietário perceber alguma região desprendendo, é um sinal de que elas precisam ser removidas e substituídas;
  • Mudança nas regulamentações: As leis de uso de películas automotivas podem mudar ao longo do tempo. Se os produtos do seu veículo não estiverem mais em conformidade com as normas de transparência ou tonalidade, é necessário removê-las e substituí-las por películas que atendam aos requisitos legais.

“O momento ideal para a remoção e substituição de películas em automóveis depende das condições visíveis do produto, incluindo desbotamento, bolhas, vincos, danos e perda de aderência, além é claro, da lei vigente”, recomenda Júnior.

Em pesquisa divulgada pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), os dados apontam que em junho as vendas de veículos novos tiveram um aumento de 7,4% em relação a maio, totalizando 189,5 mil unidades. Além disso, quando comparado com o mesmo período do ano anterior, o setor registrou crescimento de 6,4%.

De acordo com Junior, ficar atento a esses sinais e manter as películas em bom estado preserva a estética do veículo e garante o seu desempenho.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.