Tags

Notícias

Mostra gratuita de (e sobre) cinema começa amanhã em SP

Créditos: DepositPhotos
1 setembro, 2023
Da Redação

A Casa Museu Ema Klabin, em parceria com o Museu Lasar Segall, a Cinemateca Brasileira e o Centro Cultural São Paulo (CCSP), promovem de 2 de setembro a 22 de outubro a Mostra CinEma: de Gutenberg a Zuckerberg.

Quer saber tudo sobre Universo Sugar? Clique aqui e leia o e-book O Guia dos Sugar Daddy & Sugar Babies

Serão exibidos 14 clássicos do cinema em alta resolução na Cinemateca Brasileira, no Cine Segall, ambos na Vila Marianae no CCSP, no bairro do Paraíso, com entrada franca.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Serão exibidos os títulos:

  • Chatô, o rei do Brasil (Guilherme Fontes),
  • Bye Bye Brasil (Cacá Diegues),
  • O Nome da Rosa (Jean-Jacques Annaud),
  • Cidadão Kane (Orson Welles),
  • O Dilema das Redes (Jeff Orlowski-Yang),
  • A Montanha dos Sete Abutres (Billy Wilder),
  • Rede de intrigas (Sidney Lumet),
  • RKO 281: a batalha de Cidadão Kane (Benjamin Ross),
  • Confidencial (Douglas McGrath),
  • Ilusões Perdidas (Xavier Giannoli),
  • Mera Coincidência (Barry Levinson)
  • Uma Onda no Ar (Helvécio Ratton),
  • além dos curtas A Linguagem da persuasão (Joaquim Pedro de Andrade) e Toda a memória do mundo (Alain Resnais).

A mostra CinEma: de Gutenberg a Zuckerberg é associada à exposição A palavra impressa, 1492 – 1671: Livros raros da Biblioteca Ema Klabin, em cartaz até o dia 12/11/2023. Ela apresenta 20 volumes correspondendo aos dois primeiros séculos de produção do livro impresso, incluindo manuscritos, livros de horas, incunábulos e edições aldinas, assim como as valiosas primeiras edições de Platão (1513), Dante (1502) e Tucídides (1502), além do grande Atlas de Blaeu (1648-1655), entre outros.

A mostra de cinema De Gutenberg a Zuckerberg propõe expandir a reflexão proposta pela exposição, ao apresentar filmes que abordam os impactos de variados meios de comunicação na história e na vida social.

“Ao longo de sua vida, Ema Klabin acompanhou todos os tipos de espetáculo e manifestações culturais. Pouco sabem que ela também apreciava o cinema: costumava assistir filmes de arte e filmes europeus em sessões vespertinas no cinema durante a semana, e no Clube Harmonia, aos domingos. Em suas viagens, também pôde acompanhar grandes estreias de filmes de Hollywood”, comenta Paulo Costa, curador da Casa Museu Ema Klabin e da exposição de livros raros e idealizador do programa CinEma.

O curador abre a mostra amanhã (2 de setembro), às 15h, com um bate-papo comentando a mostra e, em especial, a exibição do filme O Nome da Rosa (Jean-Jacques Annaud).

Desde sua abertura ao público em 2007, a Casa Museu Ema Klabin conta com uma programação de espetáculos, palestras, cursos, atividades educativas e séries de artes visuais.

“A parceria com o Cine Segall, a Cinemateca Brasileira e o Centro Cultural São Paulo é uma grande alegria para a Casa Museu Ema Klabin. É um primeiro passo para marcarmos presença no circuito cinéfilo e cineclubista, trazendo a conexão cinematográfica para a casa museu”, complementa Fernanda Guimarães, superintendente da casa museu

“Inspirados por Ema Klabin, procuramos constituir um espaço cultural aberto e atento aos assuntos contemporâneos, sem deixar de olhar para a coleção, a casa e o jardim que integram o patrimônio legado por ela ao público”, finaliza.

Confira aqui a programação completa em https://emaklabin.org.br/cinema/mostra-cinema-de-gutenberg-a-zuckerberg

Serviço

Mostra CinEma: de Gutenberg a Zuckerberg

2 de setembro a 22 de outubro

CinEma no Cine Segall
Museu Lasar Segall – Rua Berta, 111 – Vila Mariana, São Paulo
Sempre aos sábados e domingos às 15h – dias 2, 3, 9, 16, 17, 23, 24 e 30/9 e 1, 7, 8, 14, 15, 21 e 22/10

CinEma no CCSP
Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso, São Paulo -Sala Spcine Lima Barreto
23/09 e 17 e 18/10 com sessões às 15h, 17h e 19h

CinEma na Cinemateca Brasileira
Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana, São Paulo
23/9, às 15h e 17h e 24/09, às 16h e 18h30

Exposição A palavra impressa, 1492-1671: Livros raros da Biblioteca Ema Klabin

Casa Museu Ema Klabin
Rua Portugal, 43 – Jardim Europa, São Paulo, SP, Brasil
Até 12 de novembro de 2023
quarta a domingo, das 11h às 17h, com permanência até às 18h

Programação

CinEma no Cine Segall
Sempre aos sábados e domingos às 15h.

02/09
O Nome da rosa
Abertura da mostra com Paulo de Freitas Costa, curador da exposição A palavra impressa, 1492 – 1671: Livros raros da Biblioteca Ema Klabin

03/09
A Linguagem da persuasão + Bye Bye Brasil

09/09
Ilusões perdidas

10/09
A Montanha dos Sete Abutres

16/09
RKO 281: a batalha de Cidadão Kane

17/09
Cidadão Kane

23/09
Chatô, o rei do Brasil

24/09
Mera coincidência

30/09
Toda a memória do mundo + Uma Onda no ar

01/10
Rede de intrigas

07/10
Confidencial

08/10
Ilusões perdidas

14/10
Chatô, o rei do Brasil

15/10
O Nome da rosa

21/10
A Linguagem da persuasão + Bye Bye Brasil

22/10
O Dilema das redes + debate

CinEma no CCSP
Em dias e horários variados.

23/09
A Montanha dos Sete Abutres | 15h
O Nome da rosa | 17h
Toda a memória do mundo + Confidencial | 19h

17/10
Mera coincidência | 15h
Ilusões perdidas | 17h
A Linguagem da persuasão + Bye Bye Brasil | 19h

18/10
Rede de intrigas | 15h
Uma Onda no ar | 17h
Chatô, o rei do Brasil | 19h

CinEma na Cinemateca
Em dias e horários variados.

23/09
RKO 281: a batalha de Cidadão Kane | 15h
Cidadão Kane | 17h

24/09
A Montanha dos Sete Abutres | 16h
Rede de intrigas | 18h30

Sinopse dos filmes

Bye Bye Brasil, de Cacá Diegues
Brasil, 1980, 100 min
Elenco: José Wilker, Betty Faria, Fábio Júnior, Zaira Zambelli

Em uma viagem pelo Brasil, acompanhamos a trajetória de um grupo de artistas itinerantes formado por um palhaço, uma dançarina e um mágico, que enfrentam a decadência da tradição circense e a chegada das novas tecnologias. Enquanto lidam com suas próprias lutas e aspirações, eles descobrem a verdadeira essência de suas artes e as ilusões que cercam suas vidas nômades.

Cidadão Kane, de Orson Welles
EUA, 1941. 119 min
Elenco: Orson Welles, Joseph Cotten, Dorothy Comingore, Agnes Moorehead

Cidadão Kane é uma obra-prima do cinema dirigida, escrita e estrelada por Orson Welles. A história se concentra na vida do magnata da mídia Charles Foster Kane, que ao morrer deixa um mistério. Um repórter então é enviado para investigar o enigma, entrevistando pessoas que conviveram com Kane. O filme é uma brilhante exploração da ascensão e queda de um homem poderoso e complexo, revelando os segredos e vazios de sua vida e carreira.

Chatô, o rei do Brasil, de Guilherme Fontes
Brasil, 2015, 105 min
Elenco: Marco Ricca, Andrea Beltrão, Paulo Betti, Leandra Leal

Inspirado na vida real do controverso Assis Chateaubriand, o longa retrata a vida do magnata das comunicações que constrói um vasto império midiático no Brasil do século XX, influenciando a política e a cultura do país. O filme oferece uma reflexão sobre o poder, a mídia e a complexidade das relações humanas.

Confidencial, de Douglas McGrath
Infamous, EUA, 2006, 110 min
Elenco: Toby Jones, Sandra Bullock, Daniel Craig, Sigourney Weaver

Baseado em fatos reais, o filme acompanha Truman Capote durante a criação de seu romance “A Sangue Frio”. Envolvido com o caso de um assassinato brutal, Capote desenvolve uma relação complexa com os assassinos condenados que questionará seus próprios limites éticos diante do lado mais sombrio da natureza humana.

O Dilema das redes, de Jeff Orlowski-Yang
The Social Dilemma, EUA, 2020, 94 min

Este documentário investigativo revela os bastidores das redes sociais, como elas moldam o comportamento humano e afetam a sociedade em várias esferas, reflexão indispensável sobre os dilemas éticos e as consequências psicológicas da era digital. Após a exibição, haverá uma conversa enriquecedora com especialistas no assunto.

Ilusões perdidas, de Xavier Giannoli
Illusions perdues, França, 2002, 119 min
Elenco: Benjamin Voisin, Cécile de France, André Marcon, Valérie Bruni Tedeschi

Lucien, um jovem provinciano, sonha em se tornar um grande escritor e conquistar Paris. Porém, ao chegar na cidade grande, ele se depara com os desafios do mundo literário, as ambições pessoais e as complexidades dos relacionamentos. Uma jornada emocional que o levará a refletir sobre suas escolhas e ideais.

A Linguagem da persuasão, de Joaquim Pedro de Andrade
Brasil, 1970, 14 min
Elenco: Ferreira Gullar, Márcia Rodrigues, Antônio Pitanga

Neste curta-metragem documental experimental, Joaquim Pedro de Andrade mergulha no mundo da publicidade brasileira dos anos 1970, explorando sua linguagem persuasiva e suas estratégias de manipulação das massas. Através de imagens e sons, o diretor questiona a influência da propaganda na construção das ideologias da época e como ela pode moldar os comportamentos e desejos da sociedade.

Mera coincidência, de Barry Levinson
Wag the Dog, EUA, 1998, 97 min
Elenco: Dustin Hoffman, Robert De Niro, Anne Heche, Woody Harrelson

Para distrair a opinião pública de um escândalo envolvendo o presidente dos EUA às vésperas das eleições, um consultor político e um produtor de Hollywood criam uma guerra fictícia. Utilizando táticas de manipulação e propaganda, o filme mostra como a política e a mídia podem trabalhar em conjunto e alterar o rumo dos acontecimentos.

A Montanha dos Sete Abutres, de Billy Wilder
Ace in the Hole, EUA, 1951, 111 min
Elenco: Kirk Douglas, Jan Sterling, Robert Arthur, Porter Hall

Chuck Tatum, um ambicioso repórter, aproveita uma situação de um homem preso em uma mina para manipular fatos e fazer da tragédia humana em um grande evento midiático. O filme oferece uma visão crítica e implacável do jornalismo sensacionalista que busca, através de notícias chocantes, aumentar a circulação dos jornais.

O Nome da rosa, de Jean-Jacques Annaud
The Name of the Rose, Alemanha Ocidental, Itália, França, 1986, 130 min
Elenco: Sean Connery, Christian Slater, Helmut Qualtinger, Elya Baskin

Em um mosteiro medieval isolado, localizado nas montanhas da Itália, o monge franciscano William de Baskerville e seu jovem aprendiz Adso são chamados para investigar uma série de misteriosas mortes enigmáticas. Ao desvendar os segredos sombrios do mosteiro, eles enfrentam desafios intelectuais e religiosos, além da iminência de heresias que poderiam abalar as estruturas da Igreja Católica.

Uma Onda no ar, de Helvécio Ratton
Brasil, 2010, 102 min
Elenco: Lázaro Ramos, Babu Santana, Maurício Gonçalves, Luciana Bezerra

Inspirado em fatos reais, o filme se passa em 1966, durante a ditadura militar brasileira. Um grupo de amigos cria uma rádio pirata em Belo Horizonte, utilizando o poder da música e da comunicação para protestar contra a censura e a repressão e despertar o espírito de liberdade, resistência e esperança em seus ouvintes.

Rede de intrigas, de Sidney Lumet
Network, EUA, 1976, 121 min
Elenco: Peter Finch, Faye Dunaway, William Holden, Robert Duvall

Rede de intrigas é um drama satírico que explora os bastidores da indústria da televisão e o poder da mídia sobre a opinião pública. Quando o apresentador de um telejornal, Howard Beale, ameaça cometer suicídio ao vivo, sua crise pessoal se torna uma oportunidade para elevar a audiência do canal com um programa sensacionalista que manipula a verdade e desencadeia uma série de eventos imprevisíveis.

RKO 281: a batalha de Cidadão Kanede Benjamin Ross
EUA, 1999, 83 min
Elenco: Liev Schreiber, James Cromwell, Melanie Griffith, John Malkovich

Baseado em fatos reais, o filme narra o embate entre o diretor Orson Welles e o magnata da mídia William Randolph Hearst durante a produção de Cidadão Kane. Em 1941, Hearst tentou evitar a exibição da obra, alegando difamação de sua imagem. O filme destaca as artimanhas, o poder da mídia e os desafios enfrentados pela liberdade artística no cinema.

Toda a memória do mundo, de Alain Resnais
Toute la mémoire du monde, França, 1956, 21 min

Neste curta-metragem documental, o aclamado diretor Alain Resnais explora os bastidores da Biblioteca Nacional da França, destacando o vasto acervo de livros e documentos preciosos que representam a memória da humanidade. Seu olhar poético e elegante apresenta a biblioteca como um lugar mágico, onde o conhecimento é preservado e perpetuado ao longo dos séculos.

 

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.