Photo on VisualHunt
Vestuário: 6 dicas para vender bem no final do ano Vestuário: 6 dicas para vender bem no final do ano

Apesar de ter passado por um período de retração até meados de 2015, no primeiro trimestre de 2017, o faturamento das lojas de roupas, acessórios e artigos esportivos apresentou um crescimento médio de 1,8% em relação ao mesmo período de 2016. No trimestre seguinte, o número subiu para 2%, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

O setor ainda é um dos que apresenta maior salto de vendas durante o final do ano. Ainda de acordo com o ICVA, cerca de 14% das vendas anuais de vestuário são realizadas em dezembro, estimuladas principalmente pelo Natal. Por isso, com a aproximação da data, é fundamental estar preparado para vender bem e muito.

Abaixo, seguem seis dicas importantes para manter as vendas a todo vapor no varejo físico e virtual.

Promoções atraem clientes
Um dos jeitos mais certeiros de atrair atuais e novos clientes é por meio das promoções. Quando bem planejadas e ao oferecer um benefício concreto ao consumidor, elas podem trazer grandes resultados nas vendas de fim de ano.

Especificamente para o mercado de vestuário, uma ideia que costuma dar resultado é colocar a preços mais baixos coleções que vão ser trocadas. Ou, ainda, envolver essas peças em vendas – como brinde ou a um valor muito mais baixo – para quem adquirir modelos mais novos.

O direcionamento das promoções também é um ponto importante para o sucesso da campanha. Visualize qual é o seu objetivo (aumentar as vendas, conquistar novos clientes ou queimar estoque) e trabalhe em cima disso para deixar as ações mais assertivas. Depois disso, é hora de partir para a divulgação nas vitrines, nas redes sociais e via e-mail marketing.

Equipe bem preparada
Esta dica é especificamente para lojas físicas. O seu time de vendedores tem grande influência no resultado final das compras. É preciso evitar os temidos “paredões” na entrada da loja, assim como as rodinhas de conversa. Esses comportamentos tendem a afastar a clientela antes mesmo de pisar na loja.

Dispor os funcionários por toda a loja ainda vai ser importante para facilitar a solução de dúvidas. Essa formação também exige treinamento e conhecimento profundo de todos os produtos e serviços oferecidos: o material com que o vestuário é feito, os tamanhos disponíveis e as características do tecido são exemplos do que deveestar na ponta da língua do vendedor.

Para completar, vale abrir mão das saudações engessadas e apostar na espontaneidade, sem nunca deixar a educação de lado.

De olho no estoque
De nada adianta atrair o consumidor, oferecer uma experiência de atendimento excelente e não ter o produto que ele procura — ou pelo menos uma opção similar que supra as suas necessidades.

É fundamental ter em estoque produtos diversificados e de qualidade que possam atender às exigências do cliente mesmo quando você não tem o item que ele procurava inicialmente. Dessa forma, é possível transformar uma situação desagradável em uma venda diferente e, quem sabe, ainda mais completa que vai turbinar o saldo de vendas no fim de ano.

Muitas vezes, por exemplo, o cliente busca uma calça preta, mas pode sair satisfeito com outra, de cor diferente – desde que do mesmo preço e de material similar.

Chame a atenção
As lojas físicas têm o trunfo de poder decorar as suas vitrines e fachadas com enfeites natalinos para chamar a atenção dos clientes. Mas o varejista virtual também pode despertar o espírito de Natal no consumidor por meio de mudanças no layout, criação de banners especiais e várias outras personalizações.

Para atrair a clientela online, prepare campanhas com um visual bonito para todas as redes sociais da loja. Caprichar nas mensagens de e-mail marketing e na newsletter de fim de ano também é importante para que o cliente saiba de todas as promoções e vantagens que ele terá em comprar no seu e-commerce.

Em lojas físicas, deixar vitrines com preços (e descontos) à vista e colocar os principais vestuários em destaque são importantes para atrair a clientela. Tudo deve ficar organizado, para que seja de fácil identificação por parte do cliente e para que, em poucos segundosde observação, ele consiga assimilar as principais informações que você deseja passar.

Não deixe o seu site e o seu sistema caírem
Esta dica é exclusiva para e-commerce e se aplica tanto a quem vende roupas como àsdemais lojas virtuais de outros produtos muito procurados no final do ano.É de extrema importância verificar se a sua loja virtual está preparada para receber o grande volume de acessos das compras de final de ano. Nesse caso, vale apostar no teste de carregamento web, técnica que verifica a quantidade de tráfego que o seu site consegue suportar.

Também é preciso ter à disposição uma infraestrutura que o auxilie nos momentos de pico de acesso. Isso vai ajudar a diminuir possíveis lentidões ou quedas do servidor que podem atrapalhar a experiência de compra do cliente. A maneira mais fácil de prevenir esse tipo de situação é contratar uma CDN (ou Rede de Distribuição de Conteúdo, em português). A sua função é absorver a carga bruta dos acessos e permitir que os servidores do seu site trabalhem com maior eficiência.

Estoque e entrega
Para garantir uma boa experiência do começo ao fim, dois pontos merecem atenção redobrada: o estoque e a entrega. Afinal, principalmente se for para presentear, vai ser decepcionante para o consumidor não receber o produto no prazo prometido, caso ele compre via internet.

É importante esclarecer todas as condições envolvidas no prazo e trabalhar para que ele seja cumprido. Dessa forma, vale entrar em contato com a sua transportadora para combinar e ter garantia do tempo de entrega.

Para o estoque, tanto de lojas físicas como de e-commerce, a dica é a mesma. Com alguma antecedência, é importante avaliar quais são os principais produtos da sua loja, entrar em contato com os fornecedores e garantir que esses itens não faltarão no fim de ano. Vale até pedir um pouco a mais e manter uma reserva de segurança.

Para saber mais sobre varejo, pagamentos e e-commerce e obter outras dicas práticas para turbinar o seu negócio, acesse o blog da Cielo.

  • Não deixe o seu site e o seu sistema caírem.
    Nossa, esse é um problemão en?

    Se for por excesso de tráfego, tá bom. 🙂 rs

    Nos finais de ano, é um período muito bom mesmo,
    já tive até alguns casos, em ter problemas,
    para atender muitas pessoas, que estavam interessadas
    em comprar uns relógios que tinha anunciado em grupos do
    Facebook.

    Imagina, o setor de vestuário?

    Deve ser mais hard ainda.

    Por muito tempo tentei vender online, mas foi difícil
    ultrapassar essa curva de aprendizado, mas com muita
    persistência e trabalho, consegui passar por esse momento
    de perrengue.

    E graças a Deus, agora estou colhendo ótimos resultados
    com a revenda de produtos na internet.

    Site que mim ajudou bastante a aumentar minhas vendas:
    https://tinyurl.com/lojaonlinequevende

    Boas vendas gente!!!! 🙂
    Sucesso!

Menu