Teste revela qual é o melhor aplicativo de GPS Teste revela qual é o melhor aplicativo de GPS

A Proteste, Associação de Consumidores, testou os aplicativos gratuitos de navegação mais utilizados no Brasil. O objetivo do teste foi verificar a qualidade dessas aplicações levando em consideração importantes características que, se consideradas boas, podem facilitar a vida do consumidor.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga.

Encontrar um bom aplicativo para auxiliar na navegação é essencial para aqueles que não utilizam mais mapas ou desconhecem o destino que estão indo. Por isso, os aplicativos de GPS em celulares têm sido cada vez mais procurados.

Quesitos avaliados

No teste, foram analisados três aplicativos populares: Waze, Google Maps e Apple Maps. A qualidade de navegação foi o primeiro item a ser considerado. Foi verificado como eram as instruções visuais e vocais, o cálculo e recálculo de rota e o consumo da bateria. No primeiro critério, foram levadas em consideração todas as informações dadas pelo aparelho e mostradas na tela.

Nas estradas, onde a velocidade em geral é maior, as informações precisam chegar com mais antecedência. Afinal, quando se está a 100 km/h, um quilômetro passa muito rápido. Assim, o GPS precisa avisar as mudanças, de forma antecipada, para o motorista ter condições de tomar a decisão correta com segurança.

Veredito

O Google Maps para iOS foi o único aplicativo considerado aceitável nas instruções visuais, tanto em pista de velocidade quanto em vias urbanas. Isso porque ele possui linhas de rota e de ruas secundárias mais finas do que a versão do Android. E, embora todos os outros tenham sido avaliados como aceitáveis apenas para estradas, eles mostraram bons resultados em ambientes urbanos também.

Já o Waze e o Apple Maps (só para iOS) possuem bom sistema de cores e sinalização das ruas bem posicionada. No entanto, somente o Apple Maps mostra as vias sobrepostas. Confira a classificação item a item:

Áudio: Os modelos Waze (iOS e Android) e Google Maps (Android) se destacaram quando a associação questionou as instruções por voz. Estes possuem ótima qualidade de som e disponibilizam as melhores informações nas grandes cidades para o usuário.

Pistas de velocidade: Todos os apps foram considerados bons, porque, como a distância é grande entre as posições, a informação consegue ajudar o motorista de forma eficiente. Porém, o Google Maps (iOS e Android) e o Apple Maps foram considerados aceitáveis somente em ambientes urbanos, diferentemente do Waze (iOS e Android), considerado bom por conseguir guiar melhor em rotatórias e orientar por voz, de forma clara, no momento certo da ação.

Mudança de faixa: Na hora de mudar de faixa, as versões do Waze tiveram destaque por comunicar antecipadamente o condutor em qual faixa ele deve permanecer. Os demais apps informam apenas quando o usuário está perto de virar. O Google Maps e o Apple Maps, por sua vez, comunicam o nome da rua e podem acabar tirando a atenção do motorista.

Recalculo de rota: Os aplicativos foram considerados muito bons, exceto o Apple Maps. O problema é que o app tem uma tendência a usar ruas principais, em vez de as mais relevantes.

Fácil manuseio: Todos atenderam a expectativa por não terem menus complexos e pelo fato de o processo de busca ser intuitivo, entre outras vantagens.

Leia mais: 
Aplicativos de GPS para não ficar na mão durante viagens
Arroz ajuda a secar celular? Carregador genérico prejudica a bateria? Veja mitos e verdades sobre o assunto
Criador do Waze lança app que escaneia seu carro e detecta problemas

Inserir destino: Na hora de introduzir o destino, os aplicativos mostraram resultados bons e muito bons, exceto o da Apple, por não possuir uma busca amigável. O aplicativo da maçã traz rotas que não são as pedidas, e a lista de favoritos fica no final do histórico de viagens. Os outros apps possuem ótima tolerância ao se digitar o endereço errado, porque tentam ajustar para o correto.

Opções de caminho: O Waze (iOS e Android) não funciona muito bem quando a rota é longa demais (dá um erro de servidor fora de área). Além disso, a descrição do percurso não foi considerada boa e o mapa não usa a tela toda. Para quem não consegue ficar online todo o caminho, o Google Maps consegue calcular rota offline, o que é um ótimo diferencial.

Informações de trânsito: A apresentação do percurso dos apps foi considerada ruim ou muito ruim, por se basear apenas em informações da internet. O Google Maps (iOS e Android) traz linhas coloridas para representar o trânsito e, caso tenha alguma sugestão de nova rota, aparece um aviso para que o usuário mude de opção. Já o Waze dá a informação sobre o trânsito apenas quando calcula a rota.

Bateria: Em relação à duração da bateria do seu smartphone, fique atento, porque qualquer app de GPS para celular consome muita carga. A dica é: tenha no carro um carregador. Apenas o Google Maps (Android) surpreendeu, com quase seis horas sem precisar de um carregador, à medida que a versão do iOS só alcançou cerca de quatro horas.

No final, a PROTESTE selecionou o Waze (iOS e Android) para levar o título de o melhor do teste, pelo fato de ser bom tanto nas indicações de voz quanto nas visuais. Para saber mais sobre o assunto acesse a página do teste aqui.

É fã de internet? Confira os sites mais icônicos que marcaram a web:

 
 
<
>
Menu