Tags

Internet Veloz

Teste de velocidade: saiba fazer e como interpretar

Quando bate aquela sensação de que a sua conexão à internet está abaixo do que foi contratado com o provedor, fazer um teste de velocidade vai tirar a prova real. Ele é uma ferramenta importante não apenas para checar a qualidade do serviço oferecido, mas saber se você, como consumidor, está sendo lesado. 

Para que o speed test cumpra esse papel, contudo, é imprescindível entender como funciona e todos os resultados que vai oferecer. Feito a partir de um algoritmo único, ele permite medir com precisão as taxas de bits baixadas (download) e carregadas (upload), assim como a latência da sua conexão. 

Leia mais:
Internet lenta? Aprenda a medir a velocidade e reclamar com sua operadora
Saiba como usar um roteador para ter uma conexão de Wi-Fi melhor

O teste de velocidade é seu aliado

O teste de velocidade dará um diagnóstico geral da sua internet. Como citado acima, a avaliação vai medir os três principais fatores relevantes. Em poucos minutos, você ficará sabendo quantos Mbps (megabits por segundo) está a velocidade da conexão e os milissegundos de latência do serviço prestado pela operadora contratada. 

Esse tipo de análise também vai ajudar a identificar outro cenário importante além da qualidade do serviço. Se o teste mostrar que o prestador está, de fato, entregando toda a velocidade contratada, significa que o seu pacote de internet é inferior às suas necessidades. O que te mostra que chegou o momento de fazer um upgrade na franquia. 

Internet lenta e direitos do consumidor 

Há uma série de fatores que podem deixar a sua conexão mais lenta. O primeiro e mais comum são os problemas nos equipamentos que fornecem a internet no local – como modem, roteadores e repetidores. Pode ser que a velocidade esteja sendo influenciada por questões técnicas que só serão resolvidas com a substituição do aparelho, por exemplo.

Em relação à performance do roteador, em especial, a posição e o local onde ele foi colocado podem ser responsáveis pela lentidão da banda larga. A recomendação geral dos fabricantes é que o produto fique posicionado no centro da casa e em um espaço livre – fora de prateleiras ou armários. Dessa maneira, o sinal Wi-Fi terá que viajar menos (e enfrentar menos obstáculos) até chegar ao seu celular ou computador. 

Pouca gente sabe, mas a lentidão também pode estar relacionada às plataformas que fazem downloads em segundo plano, como YouTube e Netflix. Assim como as atualizações automáticas de programas instalados, jogos e do próprio sistema operacional. Mas é importante ter em mente que esse é um problema pontual. Ele não deve ser a principal causa se a velocidade está comprometida por muitos dias. 

Mas se já garantiu que nada disso tem interferido na sua conexão, chegou o momento de contar com o teste de velocidade. Se o diagnóstico comprovar que você não está recebendo toda a banda larga que contratou, o ideal é entrar em contato com o provedor de internet através do site, e-mail ou telefone. 

A empresa poderá identificar o problema e fornecer a solução mais adequada – seja suporte técnico na sua casa ou mudanças de servidor. Contudo, se mesmo após o contato a velocidade continuar abaixo do contratado, o melhor caminho é procurar os serviços de atendimento ao consumidor (como Procon e Anatel) e reivindicar seus direitos. 

Ping sempre baixo

Se você trabalha online ou usa a internet para jogar ou consumir conteúdo por streaming, já deve ter ouvido falar do ping. Ele está relacionado à latência da sua conexão – sendo um dos números que aparecem no teste de velocidade –, e diz muito sobre o estado da rede no momento do diagnóstico. 

O Packet Internet Network Groper, popularmente conhecido como ping, é responsável por analisar o tempo de envio e resposta de um pacote de dados entre máquinas que compartilham a mesma rede. O resultado vem em forma de milissegundos. Quanto maior o valor, mais lenta é a transmissão e, por consequência, a sincronização em tempo real das informações que você está acessando. 

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

O ping alto é um dos principais responsáveis pela dificuldade de consumir um serviço de streaming ou acompanhar o ritmo de jogo em uma partida online com os amigos. Mas saiba que ele não influencia apenas na conexão com servidores e sites, mas também com equipamentos  que usam a mesma rede, como as impressoras. 

Por conta disso, o ping é peça-chave para avaliar a qualidade da infraestrutura das redes, pois revela muito da velocidade de transmissão de dados na internet. O ideal é que ele se mantenha sempre baixo para garantir uma navegação constante, fluida e sem estresse.

Como medir a velocidade da minha internet? 

Para conseguir entender os resultados do teste de velocidade – e poder exigir seus direitos como consumidor –, ainda é importante entender a diferença entre consumo de dados e velocidade. O primeiro diz respeito a quantidade de dados que pode trafegar na rede de acordo com o pacote contratado. Já o segundo é a performance na prática, isto é, o tempo que a conexão demanda para receber e transmitir informações para o seu computador. 

Quando se fala em velocidade da conexão, você vai se deparar com alguns conceitos terminados em bit. A internet banda larga que chega até a sua casa é entregue em Mbps (megabits por segundo). Valor que vai influenciar em toda a sua experiência na internet, do download ao upload. 

Entretanto, é comum para as empresas vendam os pacotes de internet com as quantidades em “Mega” – que é uma abreviação para megabits. Dessa maneira, quando você contrata um plano de 100 Mega, por exemplo, na verdade você comprou um pacote com taxa de transferência de 100 megabits. Daí o uso da medida Mbps no teste de velocidade.

Depois de aprender a interpretar os resultados, chegou a hora de preparar a sua máquina para realizar o teste. É importante que o computador usado esteja conectado à internet por meio de um cabo de rede que venha diretamente do roteador. Isso é fundamental porque o sinal Wi-Fi pode sofrer interferências que darão um falso resultado.

A seguir, você pode fazer o teste de velocidade do 33Giga e descobrir como está a situação real da sua conexão ADSL, VDSL, cabo, fibra ou satélite: 

 

 

30 junho, 2021
Da Redação
Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.