Testamos: Com hardware de ponta, notebook Ideapad 320 é boa opção para uso profissional e jogos Testamos: Com hardware de ponta, notebook Ideapad 320 é boa opção para uso profissional e jogos

Computador (e eletrônicos em geral) não pode ser encarado como investimento. Saiu da caixa, já vale menos 20%. Em dois anos, 40% – de acordo com dados da Polícia Federal. Para optar por um modelo, então, a primeira regra é separar o quanto se pode gastar e, depois disso, fazer a escolha.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga.

Para usuários que já separaram R$ 3,7 mil (sim, não é pouco) e estão atrás de uma máquina que sirva para tarefas diversas, uma das melhores opções das prateleiras brasileiras é o Lenovo Ideapad 320. A versão avaliada pelo 33Giga (que tem o sobrenome 80YH0000BR) faz de tudo, bem e rapidamente: desde operar uma planilha até editar vídeos sem travamentos, passando por rodar jogos pesados ou simplesmente assistir a vídeos online.

O hardware de ponta é o principal atrativo do notebook, com 16 GB de RAM, processador i7 de até 2133 MHz, 2 TB de espaço de armazenamento e placa de vídeo GForce de 4 GB. Sua tela, de 15 polegadas, é antirreflexo e agrada a quem usa o computador para consumir ou interagir com conteúdo multimídia com frequência – e tanto em ambientes claros como escuros.

No dia a dia, o Ideapad também agrada quem usa o modelo para trabalhar ou produzir muito. O teclado tem os botões bem espaçados e não requer uma curva de aprendizado muito alta para que o usuários digite sem errar. Além disso, o fato de vir embarcado com Windows 10 também garante operações de forma intuitiva.

Quanto ao design, trata-se de um notebook simples, que não chama a atenção. Isso pode agradar pessoas que veem máquina apenas como um eletrônico que deve facilitar o dia a dia. Com tampa cinza e linhas suavemente arredondadas nas pontas, não é o notebook mais fino do mercado e nem o mais leve (tem 2 kg), mas vai bem em mochilas comuns.

Entre os pontos negativos do equipamento pode-se citar – além do preço – o touchpad. A interface poderia ser mais suave ao toque e aos comandos. A bateria do Ideapad – muito por conta do hardware potente – também depõe contra o computador. Ela não aguenta muito mais do que 4 horas longe da tomada em tarefas comuns do dia a dia.

Outras bobeirinhas que poderiam também ter sido evitadas é a inclusão de alguns programas proprietários da Lenovo no notebook. Softwares como App Explorer, que indica aplicativos, ou o Vantage, que visa ser uma central de interação entre máquina, usuário e outros eletrônicos (como o celulares Moto).

No resumo, esses problemas não tiram o mérito geral do Ideapad 320. Para quem tem R$ 3,7 mil para investir e precisa de um excelente notebook, esse é o nome ideal. Mas é sempre bom lembrar que, em 5 anos, esses quase R$ 4 mil irão virar algo próximo de R$ 0.

Para ver a ficha técnica completa do modelo, clique aqui. No álbum, confira detalhes do notebook – as fotos são de divulgação.

 
 
<
>

 

 

 

 

Menu