Divulgação
Testamos: Por R$ 3.800, Sony Xperia XZ2 traz tecnologia que faz celular vibrar com batida de música ou filme Testamos: Por R$ 3.800, Sony Xperia XZ2 traz tecnologia que faz celular vibrar com batida de música ou filme

O Sony Xperia XZ2 é o último lançamento top de linha da marca japonesa. Por R$ 3.800, ele vem recheado de recursos premium como câmera principal de 19 megapixels e biometria, além de contar com um design bem caprichado. Só que o seu maior diferencial é a Vibração Dinâmica, que capta o áudio de vídeos e músicas e provoca vibrações no aparelho – embora a tecnologia seja mais interessante na teoria do que na prática.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Raio-X


Nome: Sony Xperia XZ2
Sistema operacional: Android 8.0 Oreo
Tela: 5,7 polegadas
Cores: prata, preto, verde e rosa
Memórias (armazenamento e RAM): 64 GB e 4 GB
Processador: Octa-Core (Quad-Core de 2.7 GHz + Quad-Core de 1.7 GHz)
Câmera (traseira e frontal): 19 megapixels e 5 megapixels
Dimensões (L x A x P): 7,2 x 15,3 x 1,11 cm
Peso: 198 gramas
O que anima: Vibração Dinâmica, recursos de áudio e vídeo, bateria potente, design elegante
O que decepciona: preço, peso, não tem entrada para fone de ouvido, Vibração Dinâmica não funciona com jogos
Preço sugerido: R$ 3.800
Site: https://bit.ly/2LIKbyw

Experiência imersiva?

A ideia por trás da Vibração Dinâmica do Sony Xperia XZ2 é entregar uma experiência imersiva aos fãs de multimídia. A proposta é que a tecnologia capte o áudio e transforme-o em vibração, fazendo com que o usuário se sinta dentro da cena transmitida ou da música em reprodução.

Dependendo do recurso aplicado, de fato a vibração consegue entregar o que propõe. A transformação de Bardock para Super Sayajin no curta-metragem que conta a origem do pai de Goku, por exemplo, surpreendeu e deu uma dinâmica a mais à cena. Já ao reproduzir Poker Face, de Lady Gaga, a tecnologia não conseguiu acompanhar a batida da canção. A vibração parecia fora de sintonia.

Uma vantagem da Vibração Dinâmica é que ela não é exagerada. Apenas o celular treme e não a mesa ou qualquer superfície em que o smartphone esteja apoiado. Também é importante destacar que a tecnologia não come tanta bateria – como seria o esperado. Um episódio de série com 20 minutos consumiu 3% da carga, tanto com o recurso de vibração ligado quanto desligado.

O problema mesmo é que seu uso é um tanto restrito. Só é possível utilizar a tecnologia com músicas e vídeos e enquanto a tela está ligada. Não dá para deixar, por exemplo, uma faixa reproduzindo no Spotify com a tela apagada. Sem contar que não é compatível com jogos. Então, nem adianta baixar Street Fighter IV Champion Edition esperando uma experiência à la controle do PlayStation. O Sony Xperia XZ2 (infelizmente) não vai vibrar a cada golpe da Chun-Li.

Outros recursos multimídia

Muito além da Vibração Dinâmica, o Sony Xperia XZ2 é um celular bem completinho para quem gosta de consumir multimídia. Para começar, sua tela de 5,7 polegadas entrega belas imagens ao usuário. Por exemplo, o colorido e animado videoclipe de Humility, do Gorillaz, impressionou com tamanha nitidez e nuances de tons. E o áudio vem para completar a experiência, sendo claro e sem distorções mesmo no volume máximo.

Para os fãs de redes sociais, é importante destacar as câmeras digitais. Fugindo da tendência de câmera dupla na parte de trás, a Sony entrega uma única e eficiente lente principal. Com 19 megapixels, ela capta imagens em alta resolução e com cores vibrantes. O recurso só deixa a desejar um pouco nos vídeos em câmera lenta. A gravação fica muito pixelada. E, em ambiente escuros, a granulação se torna mais evidente.

Já a câmera auxiliar, de 5 megapixels, apresenta um bom desempenho. Embora os modelos anteriores da Sony sejam equipados com lentes mais potentes (tanto Xperia XZ1 como Xperia XZ Premium possuem câmera para selfie de 13 megapixels), o recurso deste smartphone é cumpridor e entrega fotos dentro do esperado.

Vale ainda destacar o desempenho da bateria. Ela aguenta dois dias longe da tomada com utilização regular e entrega 24 horas de autonomia em uso mais hardcore. Aliás, durante os testes do 33Giga, um filme de 80 minutos consumiu apenas 10% da carga. E com a Vibração Dinâmica ligada.

O design do Sony Xperia XZ2

Não dá para falar sobre o Sony Xperia XZ2 sem ressaltar seu design. Isso porque, logo ao ser retirado da caixa, ele conquista fãs por sua elegância. O celular tem bordas e parte traseira arredondadas e confortáveis de segurar. Mas, aqui, cabe uma ressalva: borda arredondada não é a mesma coisa que borda infinita. Sendo assim, a sensação de tela maior não é um diferencial deste dispositivo móvel — não que isso seja um ponto negativo.

O que de fato estraga a elegância do smartphone é seu peso. Seus 198 gramas podem incomodar ao carregá-lo no bolso. E mais: o Xperia XZ2 chega a ser bem mais pesado do que seus concorrentes que possuem o mesmo tamanho de display. O iPhone X, por exemplo, é 24 gramas mais leve. Já o Samsung S9 é 35 gramas.

Outro probleminha do aparelho da Sony é a falta de uma entrada específica para fone de ouvido. Assim como a Apple resolveu abolir a conexão a partir do iPhone 7, a marca japonesa também aderiu à ideia. Só que, enquanto a empresa da maçã colocou no kit um earphone com entrada lightning e adaptador para quem quiser usar os convencionais, o Xperia XZ2 vem apenas com um acessório comum. Assim, para usá-lo, o usuário é obrigado a conectar o adaptador que transforma a entrada USB-C em P2.

Com processador Octa-Core (Quad-Core de 2.7 GHz + Quad-Core de 1.7 GHz) e 4 GB de memória RAM, o produto da Sony roda bem vários aplicativos ao mesmo tempo. O modelo ainda conta com 64 GB de armazenamento interno, expansível para até (incríveis) 400 GB com cartão microSDXC, e Android 8.0 Oreo. O celular possui entrada para um único chip telefônico.

Leia mais
Vai trocar de celular? Confira todos os modelos vendidos no Brasil
Guia de Compras: Por que é tão difícil escolher smartphone no Brasil?
Motorola Startac, Nokia 3310 e mais: Relembre os celulares que marcaram a história

Abaixo, confira outros testes realizados pela equipe do 33Giga:

 
 
  • Fone JBL T450BT. O teste completo em https://wp.me/p7AVMp-eKM
  • Testamos: por R$ 330, caixa de som Pulse é resistente à água e dura mais de cinco horas
<
>
Menu