Tags

Negócios

Preço do Bitcoin aumentou mais de 320 vezes desde o fim de 2011

Créditos: zcopley via VisualHunt / CC BY-SA
19 dezembro, 2016
Da Redação, com assessoria

O ano de 2016 foi marcado por solavancos nos campos político e econômico, sendo alguns dos grandes exemplos o impeachment da ex-presidente Dilma e a saída do Reino Unido da União Europeia. Em meio a instabilidade dos últimos anos, o Bitcoin tem chamado a atenção por sua performance. Entre o início de janeiro e o fim de novembro de 2016, o Bitcoin valorizou-se 41,78% no site MercadoBitcoin, maior corretora da moeda na América Latina.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Para quem ainda não conhece, o Bitcoin é o principal representante de uma nova categoria de ativos conhecida como moeda digital. A tecnologia é conhecida também como “internet do dinheiro” e ambiciona replicar na internet as propriedades de commodities como o ouro e do papel moeda de forma completamente digital, sem fronteiras e sem um órgão regulador central.

Um ponto de destaque, é que a moeda teve alto crescimento em 4 dos últimos cinco anos em que ela é negociada no Brasil. O único ano em que o preço do Bitcoin variou negativamente foi em 2014, em que caiu 50,76% depois de ter subido mais de 6 mil por cento em 2013, ano em que o preço saiu de R$ 29,70 para encerrar o ano em R$ 1.842,00.

Para 2017, espera-se que alguns avanços técnicos que aumentam a capacidade de processamento de transações sejam implementadas. “Hoje, a soma do valor dos bitcoins em circulação é de mais de 12 bilhões de dólares. Há pessoas que acreditam que os bitcoins não deveriam valer nada, e outras que acreditam que essa soma chegará à casa dos trilhões de dólares. Os próximos anos dirão quem está certo”, diz Rodrigo Batista, CEO do Mercado Bitcoin.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.