Reprodução da internet
Já assistiu a 13 Reasons Why? Conheça plataformas que dão suporte à saúde mental e oferecem apoio emocional Já assistiu a 13 Reasons Why? Conheça plataformas que dão suporte à saúde mental e oferecem apoio emocional

No fim de março, a Netflix lançou a série “13 Reasons Why” com uma história que envolve bullying, depressão e suicídio. Com uma atmosfera densa, a série trouxe a tona um assunto de extrema importância: a saúde mental e como atitudes pessoais impactam a vida de outras pessoas. Pouco depois do lançamento da produção, o Twitter subiu as hastags  e  para debater o assunto, enquanto o site Crisis Information foi criado para divulgar o contato de algumas entidades no mundo todo que oferecem apoio emocional.

Diante da necessidade de falar sobre o assunto e estimular as pessoas a procurarem suporte psicológico, o 33Giga fez uma lista com aplicativos, plataformas e entidades voltadas à prevenção ao suicídio e suporte às pessoas com depressão. Você confere a lista abaixo.

Leia mais:
Conheça a plataforma que traz orientação psicológica pela internet
Em parceria com o CVV, Facebook lança ferramenta de prevenção do suicídio

CVV
O Centro de Valorização da Vida é uma associação sem fins lucrativos voltada à prevenção ao suicídio e ao apoio emocional para qualquer pessoa. O atendimento da entidade é feito pessoalmente nos postos de atendimento do CVV, por telefone no número 141 (24 horas, sete dias da semana) ou e-mail, chat e Skype no site. A conversa é sigilosa em todos os meios de contato. No Rio Grande do Sul, desde 2015, o CVV atende pelo número 188 com ligação gratuita.

ADDS
O aplicativo para Android e iOS foi desenvolvido pela TelessaúdeRS/UFRGS e visa o apoio ao diagnóstico de depressão e avaliação do risco de suicídio. Será preciso responder perguntas com Sim ou Não para que a análise seja feita. Na área voltada à depressão, questões envolvendo falta de esperança, prazer pelas atividades diárias, apetite, perturbações e outros assuntos são usadas para chegar a um diagnóstico positivo ou negativo para a doença ou propensão ao suicídio. É importante frisar que o app não substitui o julgamento clínico e que, em caso positivo, ele deve ser uma porta para procura de ajuda especializada.

Daylio
Essa aplicação permite que o usuário faça um registro diário de humor e das atividades que realizou no dia. Conforme vai colhendo os dados, o app libera estatísticas sobre as emoções mais presentes e constrói um gráfico mensal de humor. Apesar de simples, o aplicativo pode ser o ponto de partida para identificar se você anda mais triste ou introvertido do que costumava e incentivar a procurar ajuda psicológica. Se o usuário já fizer acompanhamento médico, o software também pode ser um jeito prático de fazer registros para conversar com o psicólogo. Disponível para Android e iOS.

Nas redes sociais
O Facebook mantém, dentro de sua Central de Ajuda, uma área totalmente voltada à Prevenção de Suicídio. Lá, mais do que auxiliar as pessoas com pensamentos suicidas por meio de dicas e orientações, a rede social traz uma grande quantidade de informações para que as pessoas saibam como agir caso vejam usuários publicando conteúdo relacionado ou com intenções suicidas na rede social. O Instagram também tem uma ferramenta de prevenção ao suicídio dentro do aplicativo. Por meio dela, você pode ajudar a intervir, de maneira anônima, caso perceba um comportamento perigoso por parte de seus amigos.

Menu