Tags

Dicas

Pesquisa aponta que internautas não confiam em serviços como WhatsApp

12 abril, 2016
Da Redação, com assessoria

A maioria dos internautas consideram os canais de comunicação online algo não confiável, e ainda assim os utilizam regularmente, inclusive para discutir temas privados. Estas foram as conclusões de uma pesquisa da Kaspersky Lab com a B2B International.

Segundo o estudo, 70% dos usuários consideram programas de troca de mensagens por fotos como os mais inseguros. Além disso, 62% não confiam nas aplicações móveis de mensagens instantâneas (incluindo redes sociais), 61% desconfiam de chamadas online (VoIP) e 60% não acham os serviços de vídeo chat seguros.

Por outro lado, os entrevistados indicaram os comunicadores em redes sociais (37%), os aplicativos móveis de troca de mensagens (25%) e as chamadas online (15%) como as ferramentas de comunicações online mais utilizadas por eles. Curiosamente, os homens fazem chamadas VoIP com mais frequência do que as mulheres (17% vs. 14%), enquanto elas usam mais as redes sociais (41% vs. 35%). De acordo com os entrevistados, as ferramentas não são utilizadas apenas em casa, mas também em lugares públicos – no escritório e durante viagens, por exemplo.

Estas conclusões estão alinhadas com os resultados do quiz “Conhecimentos cibernéticos” da Kaspersky Lab, que apontou que 35% dos internautas ao redor do mundo trocam informações privadas por meio de qualquer app disponível para eles. Apenas 28% afirmaram que não discutem questões pessoais online.

Informativo

Cadastre-se e receba com exclusividade nossos conteúdo.