Photo by rawpixel on Unsplash
Óculos de realidade virtual fazem mal à visão? Óculos de realidade virtual fazem mal à visão?

Há 10 anos, os oftalmologistas pediam que as pessoas não assistissem a TV muito de perto. Mas recomendação médica não impediu a popularização dos óculos de realidade virtual, que colocam uma tela gigante colada aos olhos.

Leia mais: 
Testamos: Samsung HMD Odyssey é um competente óculos de realidade virtual por R$ 3.500
Beetools: a escola de idiomas que usa realidade virtual, gamificação e inteligência artificial

Que haverá alguma correlação entre a realidade virtual e o cuidado com os olhos é óbvio, mas ainda não há estudos significativos que possam listar de forma conclusiva os perigos. O estudo de longo prazo ainda não é possível dizem os especialistas em emergência oftalmológica da iorj.med.br, uma vez que a realidade virtual não atingiu bilhões de pessoas e não está em uso há décadas.

Apesar da falta de estudos de longo prazo e do uso limitado da realidade virtual, oftalmologistas de todo o mundo levantaram algumas preocupações e vale a pena discutir. Os headsets de realidade virtual oferecem imagens imersivas, geralmente em três dimensões, e o ambiente virtual tenta recriar um mundo como normalmente é percebido fora das periferias do gadget.

Afinal, faz mal para a visão?

Com qualquer tipo de tela, o uso prolongado dos fones de realidade virtual podem causar alguns problemas aos olhos. Por isso, os fabricantes têm imposto limites de idade rigorosos e não aconselham o uso a crianças menores de treze anos. Isso por que ainda não se conhece os efeitos da realidade virtual em crianças cuja visão ainda está se desenvolvendo.

Um “efeito colateral” já comprovado é a fadiga visual. Mas isso não é exclusivo da realidade virtual e vale para todas as atividades que exigem foco de visão — como a assistir a TV ou ler um livro. Os olhos também podem ficar mais secos do que o normal. Enquanto algumas pessoas também sentem tonturas, pois as imagens em movimento convencem o cérebro de que o corpo está se mexendo junto com as imagens.

Atenção!

Antes de comprar um óculos VR, é importante se atentar a alguns aspectos de saúde. Pessoas com um desequilíbrio diagnosticável na força da visão entre os olhos, olhos desalinhados, percepção de profundidade limitada e qualquer condição que interfira no foco sentirão desconforto na experiência.

De acordo com Kléber Leite, oftalmologista da iorj.med.br, se você tem ambliopia ou estrabismo deve consultar um oftalmologista para descobrir a melhor maneira de usar um fone de realidade virtual. Já outras pessoas podem ter que usar seus óculos enquanto usam fones de ouvido de realidade virtual.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Confira todos os dispositivos testados pelo 33Giga:

 
 
  • JBL Tune 110 BT. O teste completo você vê em http://tinyurl.com/yb6ecbmf
  • Sony_Xperia XZ2_Preto
  • Fone JBL T450BT. O teste completo em https://wp.me/p7AVMp-eKM
  • Testamos: por R$ 330, caixa de som Pulse é resistente à água e dura mais de cinco horas
<
>
Menu