Momo reaparece no YouTube Kids com vídeo que incentiva suicídio Momo reaparece no YouTube Kids com vídeo que incentiva suicídio

O que parecia apenas mais um vídeo infantil na plataforma YouTube Kids se revelou um grande pesadelo para algumas crianças. O que acontece é que, durante a exibição do vídeo, o conteúdo é interrompido por imagens da personagem Momo em cenas que ensinam e incentivam os pequenos a cortarem os próprios pulsos. As informações são da revista Crescer.

Leia mais: 
As 5 teorias da conspiração mais bizarras que nasceram na internet
Polybius: o jogo de fliperama mais obscuro da internet
UVB-76: a rádio russa fantasma que emite mensagens misteriosas

Ainda segundo a revista, em Carta, o YouTube afirmou que, depois de muita análise, não encontrou nenhuma evidência recente de vídeos que provem o “Desafio Momo” na rede social infantil. “Apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não tivemos links recentes sinalizados ou compartilhados conosco do YouTube que violem nossas Diretrizes da comunidade”.

Na mesma carta, a empresa afirma: “É importante notar que permitimos que os criadores discutam, denunciem ou instruam as pessoas sobre o desafio/personagem Momo no YouTube. Vimos capturas de tela de vídeos e/ou miniaturas com eles […] Essa imagem não é permitida na aplicação YouTube Kids e disponibilizamos garantias para a exclusão do conteúdo”.

Crédito: Reprodução do YouTube
Momo interrompe vídeo infantil em cenas que incentivam o suicídio

A origem do terror

O ser em questão ficou mundialmente conhecido em meados de 2018 por sua aparência assustadora: cabeça gigante, olhos arregalados e um sorriso bizarro. Batizada de Momo, na época, a personagem foi protagonista de um viral no WhatsApp usado para espalhar conteúdos explícitos, violentos e perturbadores. Até hoje não se sabe as reais intenções da “brincadeira”.

A história tomou forma quando a Unidade de Investigação de Delitos Informáticos de Tabasco, no México, divulgou uma panfleto informativo sobre o assunto. De acordo com eles, o murmurinho começou em um grupo de Facebook, no qual os usuários eram desafiados a fazer contato com um número desconhecido no WhatsApp com a foto de uma figura sinistra. A resposta geralmente envolvia conteúdo violento e, muitas vezes, ameaças de que os dados pessoais no celular do usuário seriam espalhados pela internet.

A lenda

Para deixar o boato ainda mais aquecido, muitos usuários começaram a ligar Momo a Ubume, uma figura sobrenatural do folclores japonês. Na lenda, a criatura é representada por uma mãe que morreu durante o parto. A história diz que ela aparece em lojas para comprar doces e comidas para crianças vivas com moedas que depois se transformam em folhas secas.

Momo: a verdade

Apesar de ter começado originalmente em espanhol, a verdadeira história de Momo está no Japão. Na realidade, ela é uma escultura humanoide chamada de Guai Bird, feita por Keisuke Aisawa, artista responsável pela obra. E parte do boato era verídica, porque a figura é mesmo uma representação de Ubume.

Em 2016, a “mulher-pássaro” participou de uma exposição sobre fantasmas e espectros, a Ghost Gallery III, na Vanilla Gallery, em Tóquio. A galeria é conhecida por suas exposições voltadas a conteúdo alternativo e de terror. No início de 2019, o autor afirmou que a escultura já foi destruída.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

 
 
<
>
Menu