Tags

Dicas

Fã dos pendrives? Conheça 5 dicas para usá-los com segurança

26 abril, 2016
Marcella Blass

Mesmo com os diversos serviços de armazenamento em nuvem, muita gente ainda não abre mão do uso dos pendrives. Apesar da aparência simples e inofensiva desses dispositivos removíveis, é preciso ter atenção na hora de mantê-los para não correr o risco de se infectar e transmitir arquivos maliciosos e até perder todo o conteúdo armazenado. O 33Giga separou cinco dicas práticas para te ajudar a manter a qualidade de vida do seu pendrive em curto e longo prazo, confira.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Atenção na hora de conectar
O primeiro passo para garantir que seu pendrive não seja infectado por vírus é prestar atenção aos locais nos quais você o pluga . Espetar o dispositivo em qualquer computador é perigoso, e pode trazer consequências sem volta tanto para o pendrive, quanto para outras máquinas. Esse comportamento pode ser responsável pela transmissão de uma ameaça para o aparelho e, consequentemente, a infecção de outro computador em um ciclo que pode continuar enquanto o vírus não for contido.

Antivírus
Apesar de serem dispositivos removíveis, os pendrives também necessitam da proteção dos antivírus para barrar conteúdo malicioso. As varreduras feitas por esses softwares serão fundamentais para caçar ameaças já presentes no aparelho para que ela não seja transferida para o computador do usuário, por exemplo. O USB Firewall é um exemplo de programa que funciona como filtro entre o pendrive e o PC.

Remover com segurança
Quando conectado à uma porta USB, o pendrive imediatamente passa a receber uma corrente elétrica para que ele possa trocar várias ações de leituras e escritas com o computador. Por isso, é importante usar o botão “Remover hardware com segurança” para garantir que essas correntes sejam desligadas antes de você desconectar o dispositivo do computador, caso contrário, não só o pendrive, mas também a porta USB correm o risco de queimar.

Criptografia
Outra forma mais técnica de garantir a segurança do dispositivo é a criptografia, que impede que qualquer pessoa tenha acesso às informações gravadas. Basicamente, o método é um conjunto de regras que codifica o conteúdo de forma que só por meio de uma senha ele poderá ser acessado. Apesar de parecer tarefa difícil, existem programas na internet que podem ajudar o usuário a criptografar seu dispositivo, como o TrueCrypt.

Formatar
Em casos mais extremos, a formatação do dispositivo é a solução para eliminar vírus, problemas de reconhecimento e ainda liberar espaço no dispositivo para armazenar conteúdo novo. O processo pode ser feito diretamente do computador, no caso dos sistemas operacionais Windows e Linux, basta clicar com o botão direito sobre o ícone do pendrive e depois em Formatar.

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.