Não caia em ciladas! Veja dicas práticas para aumentar sua segurança na internet Não caia em ciladas! Veja dicas práticas para aumentar sua segurança na internet

Não caia em ciladas! Veja dicas práticas para aumentar sua segurança na internet

Dicas 27 de agosto de 2019 Da Redação

A Proteste faz um alerta sobre ataques virtuais e a importância de criar senhas fortes na internet. Segundo os dados publicados pela campanha do Dia Mundial da Senha, 90% das senhas criadas hoje em dia são fáceis de serem descobertas por crackers e hackers. As mais comuns são: 123456, senha, deus, ninja, combinações com no­mes, sobrenomes e até mesmo datas de aniversário, números de telefone e documentos de identificação.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

O Relatório de Informações de Segurança Cibernética do Norton explica que o Brasil está entre os cinco países que mais sofrem crimes cibernéticos. Somente em 2016, 42,4 milhões de pessoas foram afetadas, e o prejuízo total chegou a US$ 10,3 bilhões. Ataques de malware são os tipos mais comuns.

A Proteste recomenda as senhas sejam compostas por frases, utilizando pelo menos 16 caracteres. Esse é um jeito mais prático de criar senhas longas sem acabar por esquecer a combinação. Além disso, é possível mesclar letras maiúsculas e minúsculas, alguns números e até caracteres especiais — como arrobas e exclamações. Seguindo essas orientações, uma senha segura seria: EuSaioDeCasaAs7e30 ou Euvistocalça40ou42.

Outra dica importante é não usar a mesma senha para contas de e-mail, redes sociais, acessos ao Internet Banking e em cadastros de lojas virtuais. Se o problema é decorar todas as combinações, uma recomendação é proteger seus logins com gerenciadores de senhas.

A Proteste ainda destaca outras dicas simples que vão te ajudar a manter suas contas sempre seguras:

– Sequências numéricas óbvias como 123456, 654321 e qwerty ou combinações como abc123 são fáceis de serem descobertas, porque são as mais utilizadas;
– Data de aniversário, nome dos familiares e de animais de estimação e informações como clube de futebol favorito são dados fáceis de serem obtidos nas redes sociais;
– A combinação das iniciais do próprio nome e sobrenome e alguma sequência numérica, como data de nascimento, devem ser evitadas;
– Depois de criada uma senha forte, evite conta-la a alguém e utilizá-la em computadores com rede aberta (como a de uma lan house) ou de pessoas desconhecidas.

Leia mais: 
Dilema de segurança: senha fraca, mas fácil de lembrar, ou elaborada, mas fácil de esquecer?
Veja as piores (e mais fracas) senhas usadas em 2017; ‘123456’, ‘starwars’ e ‘iloveyou’ estão na lista
Alerta: 81% das violações de dados são produzidas por problemas associados às senhas

Além das senhas, também é importante ficar atento às mentiras que rondam a internet. Para te ajudar a se proteger, o 33Giga reuniu os boatos e farsas mais populares que já rondaram (e vez ou outra voltam a aparecer) na web:

 
 
<
>
Menu