Testamos: Por quase R$ 10 mil, notebook Dell XPS Rose Gold agrada pela tela 4k

Testamos: Por quase R$ 10 mil, notebook Dell XPS Rose Gold agrada pela tela 4k

Thalita Ribeiro
Do 33Giga

02/08/2018 | 11:16


Atualizada às 11h18

Fina, leve e compacta, a versão mais equipada (e cara!) do notebook Dell XPS Rose Gold passou pelos testes do 33Giga. O computador portátil agrada no quesito tela, som e imagem, além de ser ágil em quase todas as suas funções. O que pode deixar os usuários em dúvida é o preço sugerido do aparelho – R$ 9.218.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

O modelo testado pelo 33Giga conta com tela em UHD 4k. A boa qualidade nas imagens é notada logo à primeira vista durante o uso do computador. Seja em cenas claras ou escuras, os detalhes ficam sempre nítidos. Como exemplo, a cena de Harry Potter e o Enigma do Príncipe filmada dentro de uma caverna, às escuras, lá pelo final do longa, não perdeu nitidez alguma.

Em ambientes claros e sob incidência de luz, a tela pode refletir. Entretanto, não foi observado nenhuma situação em que foi impossível ver imagens e ler textos.  Além disso, ao rodar vídeos em 4k, a diferença é expressiva se comparado à imagens em HD. Ao executar documentários sobre a fauna e flora, a impressão que se tem é de olhar para uma janela aberta à natureza.

Raio-X


Dell XPS Rose Gold UHD 4K
Processador: Intel Core i7 (1.8 GHz expansível até 4 GHz, cache de 8 MB)
Cor: Rose Gold
Memória RAM: 8 GB
HD: 256 GB
Tela: 13.3″ 4K Ultra HD (3840 x 2160) com borda infinita e touchscreen
Sistema Operacional: Windows 10 Home Single 64 bits
Placa de vídeo: Intel UHD Graphics 620
Teclado: retroiluminado
Portas: 1 Slot microSD, 1 USB-C com powershare, 1 USBC-C
Dimensão: 30.2 x 19.9 x 0.78 ~ 1.16 cm
Peso: 1,21 Kg
Preço sugerido: R$ 9.218
O que anima: Qualidade 4k das imagens; qualidade do som; beleza do hadware externo; ágil em quase todos os comandos
O que decepciona: Preço elevado; teclado na configuração norte-americana; entradas USB-C, com uma adaptação para o convencional; bateria com durabilidade mediana se comparado a outros computadores de preço mais baixo
Site: AQUI

A tela também é touchscreen e funciona muito bem. O recurso pode ser uma facilidade para quem usa o notebook para trabalhar, por exemplo. Isso porque ele ajuda dar zoom em imagens e rolar páginas.

A qualidade e altura do som do Dell XPS Rose Gold é outro fator que impressiona no dispositivo. Durante a reprodução de filmes e música, o volume máximo do aparelho é realmente alto. Para se ter uma ideia, em uma sala de 60 m², o som do notebook preencheu todo o ambiente, reproduzindo de forma clara o áudio para sete pessoas.

Estrutura

À primeira vista, o notebook pode ganhar os usuários que optam por eletrônicos com belo design . A parte superior externa do modelo tem acabamento metalizado e o restante todo em branco. O aparelho é leve e fino, o que facilita o transporte no dia a dia.

O modelo testado pelo 33Giga é na cor Rose Gold. Há outra versão, mas mesmas configurações, em prata. Além da tonalidade, o preço é um detalhe que diferente entre eles. Quem opta pela cor neutra economiza pouco mais de R$ 440 – no total, o outro eletrônico custa R$ 8.777.

O teclado tem espaçamento confortável, que não incomoda ou confunde na hora de digitar. Entretanto, ele vem configurado para a língua inglesa — o que afeta o posicionamento de algumas teclas importantes para se escrever em português. O ponto de interrogação, por exemplo, não aparece. Ele é ativado pelo atalho Alt Gr + W.

O notebook conta somente com duas entradas USB-C (menor que a USB tradicional). Uma delas serve para dar carga no aparelho. A outra, para conectar periféricos como teclados, mouses, pendrives – que normalmente conversam com as entradas USB tradicionais.

Dentro deste panorama, há dois problemas graves (ao considerar que o Dell custa quase R$ 10 mil). O primeiro é a falta de portas para periféricos. O segundo: é necessário um adaptador (que está incluso na caixa da máquina) para transformar a entrada USB-C para USB.

Caso o usuário queira espetar no notebook vários periféricos ao mesmo tempo no Dell, terá de, no mínimo, adquirir separadamente um HUB USB. E, aí, finalmente, fazer um puxadinho com o adaptador USB-C.

Desempenho

Seja para ligar ou executar programas, o modelo da Dell o faz quase instantaneamente. Entretanto, a oitava geração do processador Intel Core i7, a memória RAM de 8 GB e a placa de vídeo Intel UHD Graphics 620 não lidaram bem com jogos mais pesados, como o demo de Forza 7. Durante os testes do 33Giga, o notebook conseguiu rodar a apresentação do game, mas travou na parte de escolha do corredor, automóvel e outros detalhes.

Bateria

A resistência longe das tomadas é outro detalhe que pode desagradar ao usuário, se comparado a outros modelos da própria marca com valor mais baixo que o XPS 13 Rose Gold. Em uso moderado para trabalho, como e-mail e pesquisas, o notebook rendeu tranquilamente por cerca de cinco horas. O desempenho foi similar ao usá-lo em paralelo com redes sociais e streaming, como YouTube ou Spotify.

Uma vez que a tela e o som são propícios para reprodução de vídeos, a bateria também não decepciona (e também não encanta) ao maratonar séries e filmes. O tempo de duração da energia foi um pouco menor, e durou cerca de quatro horas antes de pedir por recarga. Essas, por sua vez, não são longas. Para atingir os 100%, o modelo Dell leva pouco mais de uma hora (sem uso simultâneo).

Leia mais: 
Dell, Samsung e Acer: veja os notebooks mais procurados pelos brasileiros
Guia de Compras: veja dicas práticas para escolher seu próximo notebook

Confira também todos os eletrônicos testados pelo 33Giga:

 
 
  • Fone JBL T450BT. O teste completo em https://wp.me/p7AVMp-eKM
  • Testamos: por R$ 330, caixa de som Pulse é resistente à água e dura mais de cinco horas
<
>