Cresce o número de estados brasileiros participantes do Cemi, programa de bloqueio para celulares Cresce o número de estados brasileiros participantes do Cemi, programa de bloqueio para celulares

Atualmente, 80% dos estados brasileiros fazem parte do Cemi (Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas), sistema que registra celulares bloqueados por perda, roubo, extravio ou furto. Apenas os estados do Acre, Alagoas, Amapá, Maranhão e Pará não aderiram ao sistema. Até o mês de novembro de 2017, mais de 48 milhões de aparelhos foram impedidos de usar.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

O ambiente online do Cemi permite às polícias fazer o registro dos terminais diretamente na base de dados. A facilidade também vale para comerciantes, distribuidoras ou fabricantes de celular que tiverem cargas roubadas e não precisam contatar as prestadoras móveis para o bloqueio; basta acionar os órgãos de segurança.

Segundo a Anatel, o último trimestre teve aumento de 4,85% nos aparelhos impedidos de usar. Ao passar por uma situação que o bloqueio do celular se faz necessário, o usuário precisa saber o número do IMEI do celular – sequência de números que identifica o celular internacionalmente; equivale ao chassi dos carros. Geralmente, essa informação vem gravada na caixa em que veio o aparelho da loja, mas pode ser obtida também no smartphone.

LEIA MAIS: Saiba como descobrir o IMEI do smartphone no Android
Entrevista: diretor brasileiro conta a experiência de criar o primeiro filme do mundo que une 3D e realidade virtual

Menu