Conheça o único mensageiro que opera no Brasil em conformidade com o GDPR Conheça o único mensageiro que opera no Brasil em conformidade com o GDPR

O Wafer Messenger anunciou que está cumprindo integralmente e em todo o mundo as normas do GDPR, o Regulamento Geral de Proteção de Dados, da União Europeia. Isto faz com que o aplicativo de mensagens seja o único em operação no Brasil que apresenta total conformidade com o conjunto de regulamentos. Está disponível para Android e iOS.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

O GDPR entrou em vigor em maio para “harmonizar leis de privacidade de dados na Europa, proteger a privacidade de dados dos cidadãos da UE e reformular o jeito que as organizações da região abordam a privacidade de dados”.

Para o co-fundador e CEO do Wafer, Simone La Torre, a extensão das medidas para todo o mundo foi imperativa. “Consideramos todos os nossos usuários como iguais. Não acreditamos que os europeus devam obter tratamento diferenciado apenas por conta de sua localização geográfica. Por isso estendemos estes esforços para o mundo inteiro, e esperamos que, ao liderar o caminho, outros aplicativos sigam o exemplo.”

O passo dado pelo Wafer Messenger, fornecendo total transparência e absoluta privacidade não só aos seus usuários europeus, mas a todos, acontece justamente em um momento em que a indústria de aplicativos de mensagens e redes sociais recebeu diversas críticas sobre a forma com as quais os dados dos usuários são gerenciados.

Para demonstrar a política de privacidade de Wafer em garantir transparência, La Torre explica como o app processa dados. “Quando você envia ou recebe uma mensagem, ela é imediatamente excluída dos servidores. Se essa mensagem continha um arquivo multimídia, nós armazenamos em servidores criptografados por 30 dias para que ele possa ser recuperado caso você queira baixá-lo novamente. Após esse período, os arquivos são automaticamente excluídos”.

Os usuários ainda têm a liberdade de contornar esse armazenamento de 30 dias, bastando apenas deletar as mensagens que enviaram, o que torna a exclusão imediata. Quando qualquer mensagem é excluída, imediatamente e permanentemente ela é removida de todos os telefones das partes envolvidas, bem como o servidor de Wafer.

E o controle dos usuários não para por aí. Se quiserem excluir sua conta, podem fazê-lo instantaneamente. “Estamos totalmente confiantes em nossa promessa de privacidade absoluta. Acreditamos que um aplicativo não deve brincar com os dados do usuário, manipulando-os para qualquer tipo de ganho. Se um usuário de Wafer optar por não usar mais o mensageiro, ele pode encerrar sua conta e todos os dados associados são deletados”, afirma La Torre.

Leia mais
GDPR: o que é e como pode mudar as questões de privacidade para os brasileiros
Termos de uso: você conhece e sabe para que eles servem?
Fez o teste de gênero oposto no Facebook? Saiba porque você não precisa se preocupar (tanto)

Por falar em privacidade de dados, relembre quais famosos tiveram sua intimidade exposta na web:

 
 
<
>
Menu