Tags

Dicas

Conheça as diferenças entre Wireless, Wi-Fi, 3G e 4G

Créditos: jonny2love via Visual hunt / CC BY
28 junho, 2017
Marcella Blass

O universo da conectividade tem uma série de termos e denominações. Alguns deles um tanto distante do conhecimento de quem não tem familiaridade direta com o assunto, já outros estão diariamente inseridos na rotina de boa parte das pessoas que têm contato com computadores e dispositivos móveis. Mas apesar de Wireless, Wi-Fi, 3G e 4G serem palavras comumente faladas nas ruas, casas, escolas e escritórios, muitas pessoas não sabem exatamente o que elas significam e como funcionam. Por isso, o 33Giga explica. Confira!

Leia mais
Não gaste o 3G: conheça aplicativos que oferecem senhas e redes Wi-Fi próximas a você
Conheça truques que prometem melhorar o alcance do Wi-Fi
Esqueceu a senha do Wi-Fi? Veja como recuperá-la em menos de 5 passos

Wireless
O termo vem do inglês e significa rede sem fio. A denominação é usada para descrever a transferência de informações entre dois ou mais dispositivos sem a necessidade de cabos. Isso se dá porque a tecnologia vai funcionar por meio de equipamentos que utilizam radiofrequência (comunicação com ondas de rádio) ou infra vermelho, como controles remotos, walkie-talkies, roteadores.

Wi-Fi
A rede Wi-Fi também é sem fio e transmite informações de internet por meio de ondas de rádio comuns, como as da TV. Porém, a tecnologia só funciona com auxilio de um roteador wireless, que vai receber o sinal, decodifica-lo e emiti-lo a partir de uma ou mais antenas. Por esse motivo, se o usuário deseja ter uma conexão de qualidade, é preciso escolher um roteador equivalente e que suporte a capacidade da internet.

3G
Essa tecnologia faz parte de uma família de padrões criada pela União Internacional de Telecomunicações para fornecer conexão com a internet sem fio usando frequências de telefonia móvel. Ela é comumente usada em smartphones e tablets e permite que o usuário utilize a internet em qualquer lugar, aberto ou fechado. Sucessora da tecnologia 2G, graças a 3G foi possível passar a fazer videoconferências, downloads, jogar em tempo real diretamente de um smartphone, desde que se tenha sinal da operadora de telefonia móvel.

4G
Sucessora do 3G, essa tecnologia traz todas as funcionalidades do irmão mais novo, mas com novas capacidades e velocidade muito superior. O 4G funciona com a tecnologia LTE (Long Term Evolution) e oferece maior estabilidade de sinal com uma velocidade de transmissão que pode chegar a 100Mbps para download e 50Mbps para upload. No entanto, esse número ainda não é atingido por nenhuma operadora de telefonia móvel no mundo. Por aqui, segundo um relatório da OpenSignal, a média é de 12Mbps, o que deixa o Brasil na 42ª posição do ranking mundial.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book sobre segurança na internet.