Photo by Christian Wiediger on Unsplash
Anunciou algo na internet? Novo golpe usa oferta para roubar seu WhatsApp Anunciou algo na internet? Novo golpe usa oferta para roubar seu WhatsApp

Nas últimas semanas, a Kaspersky Lab identificou um aumento nos relatos de vítimas que tiveram suas contas do WhatsApp roubadas e os especialistas da empresa descobriram o motivo. A conclusão chamou a atenção pela criatividade dos cibercriminosos, que não utilizam nenhum malware neste golpe, e conseguem enganar até pessoas que trabalham com tecnologia.

Leia mais: 
Sua conta do WhatsApp foi clonada? Veja como recuperá-la
Como fazer figurinhas no WhatsApp?

O esquema é simples. Os criminosos monitoram as plataformas de venda pela internet para mirar usuários que criaram um anúncio de venda. Com as informações do anúncio, os fraudadores enviam uma mensagem para a pessoa se passando pela plataforma de vendas dizendo: “verificamos um anúncio recém postado, e gostaríamos de atualizar para que continue disponível para visualização” ou “devido ao grande número de reclamações referente ao seu número de contato, estamos verificando”. As mensagens terminam pedindo para a vítima informar o código que receberá via SMS para solucionar a questão.

Quando a vítima responde à mensagem, o fraudador começa o processo de ativar o WhatsApp em um novo celular e o suposto código de verificação é, na verdade, o código de ativação da conta. Se ela não prestar atenção, acaba passando o número e tem seu WhatsApp roubado em minutos”, explica Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab no Brasil.

A segunda parte do golpe é a mesma utilizada pelos criminosos que estão clonando celulares no Brasil. Nela, eles enviam mensagens para os contatos mais recentes, que normalmente são amigos próximos ou familiares da vítima, pedindo um empréstimo para uma despesa urgente. Não há um padrão para a quantia – nas mensagens que os especialistas tiveram acesso, o pedido era de R$ 2.100.

Se a pessoa tenta ajudar prontamente, o criminoso só precisa perguntar “qual o banco mais fácil para você” e depois enviar uma conta bancária de um laranja. Até o proprietário recuperar o acesso ao WhatsApp, o criminoso já teve tempo suficiente para falar com diversas pessoas.

“Além de ter atenção, só há uma maneira de evitar este esquema com tecnologia: a dupla autenticação do WhatsApp. É uma senha que o usuário cria e é solicitada de vez em quando pelo app. Mesmo que a vítima informe o código de ativação, o criminoso terá de pedir a senha da dupla autenticação – isto já sai do contexto do anúncio e a pessoa pode perceber a fraude antes de ser tarde demais”, alerta Assolini.

O analista ressalta ainda alguns pontos técnicos curiosos deste esquema: em nenhum momento há o uso de programas maliciosos para coletar as informações nos sites de venda ou para roubar a conta da vítima no programa de mensagem. O esquema é baseado 100% em engenharia social e utiliza recursos legítimos. Além disso, os anúncios criaram uma abordagem muito convincente.

Mesmo sem ter responsabilidades direta na fraude, o analista de segurança dá dicas para as marcas que estão sendo vítimas nesse golpe. Até o momento, foram identificadas mensagens se passando pela OLX, Webmotors e Zap Imóveis.

“Embora não haja uma solução milagrosa, sugiro que as empresas reavaliem o uso de autenticação de dois fatores via SMS e as informações dos usuários que são expostas publicamente por padrão. Frente a criação deste esquema malicioso, é importante criar uma solução benéfica para os usuários e que também mantenham suas privacidades protegidas das pessoas mal-intencionadas”, avalia o especialista.

Posicionamento

Em nota, a OLX esclareceu que não teve acesso a detalhes desses casos e, por isso, não foi possível investigar ou tomar as devidas providências. A empresa reitera que sua atividade consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples.

A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos. O objetivo da empresa é que os usuários tenham a melhor experiência possível e, por isso, envia mensagens informativas esclarecendo que a solicitação de códigos de confirmação/códigos de segurança, dados cadastrais e pessoais não é uma prática adotada pela OLX em nenhuma situação. Esta informação também está disponível nas páginas de ajuda do site, além de outras dicas para o momento da negociação:

·         Nunca compartilhe os códigos de validação e segurança que chegam em seu celular;

·         Na OLX não é necessária validação com código de segurança para utilização do chat da plataforma;

·         A OLX nunca pedirá informações que permitam acesso à sua conta via chat, telefone, SMS, whatsapp e redes sociais;

·         Verifique a origem de um link e se o mesmo é confiável antes de clicar.

Vale lembrar que a OLX também disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios e contatos no chat, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Mais dicas estão disponíveis no link: http://go.olxbr.com/dicas-vender-olx.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

 
 
<
>
Menu