Reprodução YouTube
Agência de notícias chinesa usa inteligência artificial para criar âncoras de jornal Agência de notícias chinesa usa inteligência artificial para criar âncoras de jornal

A agência de notícias chinesa Xinhua já conta com dois âncoras criados por meio de inteligência artificial em seu corpo de funcionários. Idealizados pela empresa em parceria com a gigante de tecnologia Sogou, eles foram baseados nos profissionais de carne e osso Zhang Zhao e Qiu Han. Os clones estrearam durante a Conferência Mundial de Internet, que ocorreu em Wuzhen, no leste da China.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Para desenvolver as versões digitais dos âncoras, as companhias usaram imagens dos profissionais, combinadas com programas de reconhecimento facial, reconstrução 3D, sintetizador de voz, reprodução de expressões faciais e tradução automática, e outras tecnologias.

Como resultado, ambos os avatares são capazes de ler qualquer texto e têm capacidade de aprender sozinhos os conteúdos por meio de vídeos. Eles também se comunicam em inglês e mandarim.

A ideia é utilizar os clones para mostrar vídeos e transmitir notícias de última hora. Sem contar que seu uso pode diminuir custos e aumentar a produtividade. Isso porque, de acordo com a Xinhua, eles podem trabalhar 24 horas por dia no site oficial e em diferentes plataformas de mídia social.

No vídeo, você confere a apresentação em inglês do Zhang Zhao virtual:

Leia mais
Inteligência artificial cria episódios originais dos Flintstones
“Daddy’s Car” e “Mister Shadow”: escute as canções compostas pela inteligência artificial da Sony
Supercomputador da IBM cria trailer para filme de terror sobre inteligência artificial; veja

No álbum, você confere tecnologias que nasceram na ficção e viraram reais – o processo inverso realizado pela Xinhua:

 
 
<
>
Menu